Celebridades, Noticia

William Waackt chama Globo de ”ninho de cobras”

William Waack foi demitido da Globo recentemente, após ter sido acusado de racismo diante de alguns comentários que foram feitos no ano de 2016 e não soaram bem. Um ano após o seu desligamento da emissora, o jornalista decidiu abrir o jogo e contou em uma entrevista ao canal Pingue-Pongue com Bonfá, os detalhes que rodearam sua demissão.

“Qualquer grande empresa é [um ninho de cobras]. Como se falava na minha época, lá nos Correios e Telégrafos também é assim. Qualquer grande empresa tem pessoas de extraordinária capacidade e de caráter muito bom, e qualquer grande empresa terá também canalhas inomináveis, e acho que isso aí se aplica como regra da humanidade”, iniciou o comunicador.

Ele comentou sobre como a população o tratou após o vídeo vazado. “Ganhei vários [amigos]. Acho que a esmagadora maioria das pessoas percebeu que aquilo era uma piada de boteco, dita no ouvido de um amigo. Sussurrado como todo mundo faz depois de tomar duas cervejas e brincar. Aquilo evidentemente foi roubado de um servidor interno da TV Globo e fizeram o uso que fizeram”, continuou.

Veja também:

Hoje youtuber, William revelou que não pensa em voltar a comandar um jornal diário na TV. “Eu acho que não tenho mais saúde. Era um horário muito ruim. O relógio biológico da gente não é feito pra isso de entrar 17h e sair 2h, com aquela adrenalina. Acho que são coisas que a gente faz uma vez na vida. Eu fiz, tive uma ótima carreira nesse sentido, mas não é o hoje o que me atrai”, finalizou.

William Waack está negociando com a Band News (Foto: Reprodução)

William Waack foi demitido após ser pego feito comentários de cunho racista (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar