Celebridades

William Bonner completa duas décadas no comando do “Jornal Nacional”

O jornalista William Bonner completa neste dia 1º de abril, 20 anos à frente do “Jornal Nacional”, principal telejornal da TV brasileira. A sua estreia no comando do “Jornal Nacional” foi em 1º de abril de 1996. Na ocasião, buscava-se uma renovação no estilo e na apresentação do noticiário, que era comandado há décadas por Cid Moreira e Sérgio Chapelin. Cid, na época, continuou no jornal lendo editoriais do grupo, enquanto Chapelin foi para o “Globo Repórter”. Nesse momento, Bonner já era editor-chefe e apresentador do “Jornal Hoje”, juntamente com Fátima Bernardes, e substituto imediato dos dois âncoras.

Antes desse feito, ele havia passado pelo “Jornal da Globo” e “SPTV”. Bonner fora convidado por Evandro Carlos de Andrade, na época diretor da Central Globo de Jornalismo, para ser um dos editores do jornal e apresentador, juntamente com Lilian Witte Fibe, que estava no elogiado “Jornal da Globo”.

Com a mudança de cenário, que ganhou mais cores, Galvão Bueno entrou para dar as notícias do esporte, foram os diferenciais. Naquele dia de estreias, os destaques foram uma mega rebelião em Goiânia (GO) e uma polêmica com Rubens Barrichello no GP Brasil de Fórmula 1 daquele ano.

Veja também:

Já em 1998, Bonner ganhou a companhia da mulher, Fátima Bernardes, na ancoragem do telejornal. Em 1999, ele se tornou editor-chefe, cargo que também está até hoje, sendo responsável por toda a montagem do “JN”. Em 2000, uma ideia que defendia foi acatada pela Globo: o “Jornal Nacional” passou a ser apresentado diretamente da redação onde ele é preparado, o que permite uma maior integração da equipe e dos apresentadores, algo que se tornou comum nos outros telejornais da Globo anos depois.

Jornalista comemora 20 de anos de "JN"

Jornalista comemora 20 de anos de “JN”

Acompanhe todas as novidades dos famosos e da TV, em nosso canal no YouTube!

Você também pode gostar