Celebridades

Walcyr Carrasco fala sobre reta final de “Êta Mundo Bom”

A novela das 18h da Rede Globo, “Êta Mundo Bom está se encaminhando para a sua reta final e o autor da novela Walcyr Carrasco concedeu uma entrevista para o Extra falando sobre a trama e o seu sucesso!

Walcyr foi perguntado sobre o porque ele acha que as novelas de época tem mais popularidade no horário das 18h, ele respondeu: “Talvez porque justamente os valores sejam definidos, e exista uma saudade bem grande do tempo em que bastava a palavra dada para se fazer um negócio. A safadeza da atualidade cansou, não?”.

Sobre o desafio de criar uma personagem como Sandra conhecendo os limites do horário o autor falou: “Jamais pensei em ficar nos limites. Quando uma história surge na minha cabeça, ela já vem de maneira formatada, com a cara do horário, seus personagens. Vem pronta. Tanto que nunca ofereço um livro meu para ser adaptado, e todas as vezes que pediram e que deixei que adaptassem para o teatro, por exemplo, fiz sem interferir. Justamente porque já está tudo ali.”

Veja também:

A grande surpresa dele foi o fato do “cegonho” ter tanta repercussão: “Para mim, a grande surpresa foi a força do “cegonho”, que se transformou num personagem. Surgiu sem planejamento e foi tomando espaço dentro da história”, contou ele.

Já sobre a doença da personagem Gerusa, Walcyr falou: “Deixarei que o público saiba o que vai acontecer no último capítulo da novela. Mesmo porque morte é um conceito muito relativo. A verdadeira Gerusa realmente existiu, foi uma professora vizinha da minha família quando eu era criança em Marília (interior de SP). A história dela me marcou muito e a de seu noivo também.”

Autor é o mais requisitado pela Globo (Foto: Divulgação)

Autor é o mais requisitado pela Globo (Foto: Divulgação)

Você também pode gostar