Celebridades, Música, Noticia

Vocalista do Jota Quest é multado pela justiça após denegrir imagem de dupla sertaneja

Rogério Flausino, vocalista da banda Jota Quest, se envolveu em uma grande confusão com uma dupla sertaneja em julho de 2016, onde, na ocasião, o músico acabou xingando Nycolas & Fabyane durante uma apresentação na 57ª Exposição Agropecuária e Industrial do Norte Fluminense. Sendo assim, o cantor foi multado em R$ 50 mil por danos morais.

No processo, o qual consta de provas em vídeo publicadas pelo público presente nas redes sociais, afirma-se que a dupla estava se preparando para começar seu show, em um camarote, depois de ficarem sabendo que o Jota Quest havia terminado com sua apresentação no palco. Porém, o que eles não contavam era que Flausino e sua equipe fossem retornar para um bis.

“Entretanto, cerca de 2 minutos depois, ainda na primeira música, notaram que o público estava fazendo sinais. Ao retirarem os fones de ouvido, ouviram gritos e xingamentos. Perceberam, então, que os integrantes do Jota Quest haviam retornado ao palco principal e que os gritos e xingamentos eram proferidos pelo vocalista da banda, o réu Rogério Oliveira de Oliveira. Disseram que foram discriminados, injuriados e humilhados na presença de milhares de pessoas, fato que repercutiu na imprensa”, afirma o processo.

No mais, os advogados dos sertanejos chegaram a pedir o valor de R$ 1 milhão em indenização. Em contrapartida, a banda se defendeu ao afirmar que “saiu do palco apenas para o bis e que, ao voltar e flagrar a dupla iniciando seu show, teria tentado parar a apresentação, ‘mas não foi atendido, razão pela qual ‘se queixou da postura’ da dupla, ‘fazendo em linguagem talvez pouco adequada’, mas legítima ante a postura invasiva dos autores, sem a intenção de lhes ofender'”, assim como informa o site UOL, em publicação realizada nesta terça-feira (24).

Porém, apesar das justificativas, o vocalista e a produtora jota Quest Produções Artísticas e Fonográficas Ltda foram considerados culpados pelo juiz responsável e obrigados a desembolsar metade do valor antes cobrado, ou seja, R$ 25 mil por cada integrante da dupla.

Veja também:

“Na concreta situação em exame, exsurge indubitável o dano moral sofrido pelos acionantes, decorrente dos xingamentos que lhes foram dirigidos pelo réu Rogério Flausino durante show na 57ª Exposição Agropecuária e Industrial do Norte Fluminense, fato presenciado por todo o público presente no local e, sem dúvidas, tem o condão de macular a honra e a imagem da dupla sertaneja”, sentenciou a autoridade.

Em conversa com o UOL, Nycolas disse ter concordado com o valor atribuído pela justiça. “Pra gente, se dá como encerrado. Não temos pretensão de prolongar o processo. Acho que foi uma decisão justa, o juiz foi feliz na sentença”, opinou.

Em seguida, o cantor explicou o que aconteceu de fato no dia da confusão. “Fomos contratados para tocar num camarote, e pediram para começar assim que o Jota Quest acabasse o show. Estávamos assistindo, vimos ele se despedindo, o palco apagou. E pediram para começar imediatamente, como forma de chamar o pessoal da pista para o camarote. No meio da música percebemos que o público estava fazendo sinais. Pedimos para parar, tiramos o fone e começamos a ouvir os xingamentos. Na hora foi bastante constrangedor, porque tinha família no camarote”.

Rogério Flausino é multado pela justiça após ter xingado dupla sertaneja (Foto: Reprodução)

Rogério Flausino é multado pela justiça após ter xingado dupla sertaneja (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar