Celebridades

Violento em “Liberdade, Liberdade”, Jackson Antunes rechaça machismo: “Não dá para suportar”

Nos últimos capítulos da novela “Liberdade, Liberdade”, a vida de Dionísia (Maitê Proença) tem se transformado em um verdadeiro inferno com as misteriosas aparições de seu ex-marido, o violento Terenciano (Jackson Antunes). Recentemente, o mercador de escravos tento matar sua esposa afogada e desapareceu, porém, nos próximos capítulos da trama, ele retornará de vez para o pesadelo da tia de Joaquina (Andreia Horta).

“Ele tem uma paixão doentia pela mulher. Sempre a espancou e volta como se nada tivesse acontecido, quer a família de volta. Ele acredita nisso, que a esposa passou a vida inteira esperando por ele”, disse Jackson Antunes em entrevista ao portal “UOL”.

Veja também:

Diferente de seu personagem, o ator rechaça o machismo e a violência contra a mulher. “Até que enfim estamos discutindo isso. Não é a primeira vez que faço um personagem assim. Em ‘A Favorita’, Leonardo era um monstro que maltratava Catarina (Lilia Cabral). Na época trouxe uma discussão muito grande sobre a lei Maria da Penha. Agora, a voz das ruas, o eco é maior. A gente sentiu que pode falar tudo isso. Quero que minhas filhas voltem para casa sem serem assediadas, todas as famílias querem isso. Não dá mais para suportar o machismo”, opinou.

Jackson Antunes vive homem violento na trama (Foto: João Cotta/TV Globo)

Jackson Antunes vive homem violento na trama (Foto: João Cotta/TV Globo)

Você também pode gostar