Celebridades, Noticia

Única apresentadora negra do Vídeo Show aponta racismo da Globo em demissão

Após construir carreira nos noticiários, como no canal fechado GloboNews, a apresentadora Alinne Prado seguiu para o entretenimento na bancada no Vídeo Show. Nesta semana, a emissora apresentou o novo formato do programa e a ex-apresentadora comentou a novidade.

Não é nada contra as meninas do video show. Inclusive as sigo e sou fã delas. É contra a colonização do nosso imaginário. Só podenos aparecer na TV se for em situação de subserviência e sofrimento. E sempre como cota. É contra acharmos que não existe racismo. Que tudo isso é mimimi“, escreveu a jornalista.

Ao continuar o desabafo, ela revelou que a ação envolvendo a reestruturação e sua demissão, não pode ser desvinculado do preconceito racial. “Enquanto os não negros cruzarem os braços e fecharem seus olhos para isso, continuaremos a ser amordaçados, chicoteados, invizibilizados e mortos. Precisamos de aliados nessa luta. Precisamos de você“, disse.

A atração, que era comandada por Otaviano Costa e Sophia Abrahão, agora conta com um novo time com nomes de peso. Com a saída do marido de Flávia Alessandra, que se dedicará em um novo projeto solo, o programa tem como as novas apresentadoras Fernanda Keulla e Vivian Amorim no revezamento com a veterana, Sophia.

Veja também:

Não é nada contra as meninas do video show. Inclusive as sigo e sou fã delas. É contra a colonização do nosso imaginário. Só podenos aparecer na tv se for em situação de subserviência e sofrimento. E sempre como cota. É contra acharmos que não existe racismo. Que tudo isso é mimimi. Enquanto os não negros cruzarem os braços e fecharem seus olhos para isso, continuaremos a ser amordaçados, chicoteados, invizibilizados e mortos. Precisamos de aliados nessa luta. Precisamos de você!

Uma publicação compartilhada por Alinne Prado com dois N’s (@alinnepradooficial) em

Você também pode gostar