Emissoras

TV Cultura reforça casting de jornalismo com ex-Globo e ex-Record

Apesar de sobreviver com dinheiro público, a TV Cultura ainda consegue investimentos significativos em sua programação. Com grandes séries, documentários, a emissora facilmente vence a RedeTV! no painel nacional de audiência da televisão.

Com o jornalismo respeitado, eles têm em seu casting grandes nomes. No entanto, reforços foram chamados para rechear ainda mais o número de contratações. As jornalistas Ana Paula Couto e Maria Manso são as novas caras que estarão nas bancadas dos telejornais por lá a partir de 2017.

No caso de Couto, sua última passagem foi na RedeTV!, com sua carreira de maior notoriedade ancorada na GloboNews. Já no caso de Manso, seu currículo tem passagens pela Record, SBT e Globo, sendo esta última emissora a de maior tempo de permanência, com 12 anos.

Novas contratações da TV Cultura. (Imagem: Divulgação)

Investimentos da TV Cultura em 2017

Desde o “baque” que sofreu com a rescisão dos direitos autorais da música de abertura por parte de Chico Buarque, a TV Cultura está passando por um processo bastante delicado de mudanças bruscas em detalhes de sua principal atração.

Veja também:

O “Roda Vida”, talk show de sucesso apresentado há mais de 30 anos nas noites de segunda-feira pela emissora, está fazendo adaptações desde a retirada da trilha. Em conjunto a isto e, até mesmo aproveitando a situação, está sendo planejado mudanças em seu formato.

De acordo com a colunista Mônica Bergamo do jornal “Folha de S. Paulo”, estuda-se que a partir de 2017, além de uma nova trilha de abertura, o programa receba também a participação dos internautas nas entrevistas através de vídeos enviados para a produção. “O que não muda é a diversidade, com entrevistadores de vários veículos. É o programa que tem a maior credibilidade do país“, disse o presidente da Cultura, Marcos Mendonça, ao comentar as mudanças do “Roda Viva”.

Você também pode gostar