Emissoras

TV Cultura deixa de pagar seguro-desemprego e ex-funcionários vão à justiça

Uma nova dor de cabeça anda sendo instaurada em meados dos bastidores da TV Cultura. Um dos principais patrimônios do país, este foi impactado recentemente por uma longa e árdua crise que deixou ceifar um número vasto de profissionais antigos da casa.

Desempregados, obrigatoriamente estes passam a receber seu seguro desemprego. Era o que acontecia com os ex-funcionários da emissora. A conjugação do verbo “ser” no passado não está incorreta de acordo com as informações expressas na coluna do Flávio Ricco. A questão é que, desde uma nova readequação no CNPJ da entidade, esta passou a ser reconhecida como Fundação Pública de Direito Público Estadual ou do Distrito Federal, e não mais Fundação Estadual.

Veja também:

Com isto, foram provocadas alterações nos cronogramas de pagamento, fazendo com que os ex-funcionários do canal fossem excluídos da lista de pagamentos por simplesmente o Ministério do Trabalho entender que, desde a mudança, eles deixaram de pertencer ao regime celetista. Uma grande maioria deles foram até a sede da Cultura procurar esclarecimentos, e quando chegam lá são orientados a entregarem um documento de modo que revertam a situação. Este simples papel, no entanto, não anda servindo muito e eles estão procurando a justiça para procurarem seus direitos.

(A TV Cultura está com problemas na justiça)

(A TV Cultura está com problemas na justiça)

Curtidas

Você também pode gostar