Celebridades

Tico Santa Cruz é expulso de voo pela Polícia Federal

O polêmico Tico Santa Cruz se envolveu em mais uma confusão. Nesta quarta-feira (13), o cantor da banda “Detonautas” foi expulso pela Polícia Federal de um voo para Maringá. Ele havia sentado em um “assento conforto” e se recusou a sair, o que gerou todo o tumulto.

Em sua página oficial no Facebook, Tico Santa Cruz contou como iniciou a balbúrdia: “Quando me sentei, uma pessoa da equipe da Gol veio me perguntar se ali era meu lugar. O lugar estava vazio. Mas aí disseram que era um assento conforto e que era mais caro”.

“Não havia ninguém no assento onde me sentei. Absolutamente ninguém! Começaram a gritar, xingar, reclamar, com razão, porque o voo já estava 40 minutos atrasado, mas não tenho nenhum sentimento ruim por aqueles me ofenderam. A Polícia Federal me expulsou numa situação irregular, já que uma pessoa só pode ser expulsa de um voo se estiver fora de controle, o que não era o caso”, detalhou o vocalista.

Veja também:

De acordo com Tico Santa Cruz, a única vantagem da poltrona é poder esticar a perna, e ainda afirmou que a companhia de empresa aérea não poderia cobrar mais caro pelo assento. Para reforçar seu argumento, ele citou o artigo 39, inciso 10, do Código de Defesa do Consumidor.

Tico Santa Cruz protesta expulsão em voo

Tico Santa Cruz protesta expulsão em voo

Você também pode gostar