Celebridades

“Sou rainha gay, só não tive a sorte de nascer negra”, diz Daniela Mercury

Artistas são conhecidos por declarações que muitas tem diferentes interpretações e inesperadas repercussões. Por estarem na TV, no rádio, no cinema ou no teatro, eles acabam dando voz a pensamentos seus, mas que muitas vezes atingem muita gente, às vezes sem intenção.

Foi o que aconteceu com a cantora Daniela Mercury em sua participação no documentário “Axé: Canto do Povo de Um Lugar”, lançado recentemente. A produção apresenta inúmeros perfis que contribuíram e constroem esse estilo musical tão consolidado na cultura brasileira.

Veja também:

Mas o perfil de Daniela chama a atenção não só pela sua trajetória, mas também por uma frase que está percorrendo o país, compartilhada por muita gente nas redes sociais. “Sou rainha gay, nordestina, mulher. Só não tive a sorte de ser negra”, disse a cantora. A fala tem ressoado, dita por uma das grandes militantes do meio artístico da atualidade. “Meu canto sempre foi de empoderamento“, acrescentou.

A cantora cravou a frase no documentário “Axé” (Foto: Reprodução/Internet)

Você também pode gostar