Sogra de Antônia Fontenelle, Verônica Costa, briga feio com atual do seu ex-marido

Conhece Verônica Costa?…Bom vamos lá, trata-se, da Rainha do Funk Carioca, mãe do funkeiro Jonathan Costa, que por sinal, é sogra da atriz Antônia Fontenelle. Acontece, que Verônica, a criadora da maior equipe de som do Brasil, a “Furacão 2000”, não ‘bate de frente’, com a atual esposa do seu ex-marido, Priscila Nocetti.

O ex-marido em questão, é o empresário do funk, Rômulo Costa. O fato, é que áudios de uma grande e engraçada discussão entre as duas, começaram a circular nesta última terça (16), no Whatsapp, e pelo conteúdo, a briga foi bastante feia. Tudo começou, quando a Mãe loira (como Verônica é conhecida), enviou um áudio em um grupo de funk, avisando que vai fazer uma parceria política ( Verônica é candidata à vereadora no Rio) com o seu ex-marido, que atualmente está com Priscila Nocetti. Na mensagem, Verônica diz que a rival chegou para destruir a sua vida e acabar com a relação do seu até então casamento com Rômulo.

“Aí chega uma pessoa e atrapalha tudo na nossa vida, enfraquece a família. Essa moça tem que lavar a boca com água sanitária para limpar essa boca imunda dela. Essa moça que se diz aí a Ferrari, desculpa, quero ver chegar na minha idade abençoada do jeito que eu sou. Porque eu sou um pouquinho bonitinha, sim, desculpa. Agora, uma coisa eu não sou igual a você: pir….! Que entra na vida de um casal e destrói o meu casamento”, disse a Mãe Loira.

“Você era dançarina da ‘Love Story’ em São Paulo, uma casa de programa, e você veio para o Rio. Na porta do Castelo da Pedras (Casa de Shows) pediu para trabalhar para mim. Você disse que era minha mãe e conquistou a minha confiança. Sua bandida, suja, dissimulada. Você conquistou o meu marido. Perdi o Rômulo para você, sim. Você destruiu o meu casamento, acabou com a minha vida no sentindo emocional. Você é uma mulher imunda, que vive humilhando o Jonathan, a Jeniffer (filhos de Verônica e Rômulo). Você tem um problema comigo que, na verdade, você precisa nascer mil vezes para chegar perto do meu coração. Eu sou incapaz de chegar perto de alguém casado. Sua bandida!”.

“A massa funkeira sabe qual é a sua. O maior castigo do Rômulo é o Rio de Janeiro saber que o Rômulo perdeu uma mulher como eu. Todo mundo sabe que você é uma mulher que sai com geral, desde funkeiro a jogador de futebol. Agora pergunta aos meus representantes de galera, qual foi o dia que a Mãe loira pegou algum funkeiro? A única coisa que eu tenho de mais valor é a minha moral, sua imunda. Vai aprender a ser mulher! Até hoje você mora na minha casa. Uma mulher nobre nunca moraria nessa casa. A casa está no meu nome. Para mim, você é a pior espécie do mundo”.

“Agora, para encerrar o desabafo da Mãe Loira: pra você, Priscila, falar da Mãe Loira, tenta nascer mil vezes, para você chegar perto da minha história, da minha disciplina, do meu caráter. Porque o maior castigo do Rômulo Costa é ter você como esposa dele. Todo mundo no Rio de Janeiro, pergunta nos quatro cantos, quem não sabe que você trai o Rômulo para caraca. É o maior vexame no Rio de Janeiro. Ele não te larga porque fica sem jeito, vai sair na imprensa. Ele tá envergonhado, infeliz. Eu acho que a vida dá o troco para gente. O maior castigo dele é ter você como esposa. Você já saiu com os meninos da Fazendinha, já saiu com jogadores, eu tenho testemunho, tenho gente que fala. Toma vergonha na cara, sai dessa casa onde você mora porque essa casa é minha eu morava aí com o Rômulo e meus dois filhos pequenos”.

“Para de esculachar o Jonathan, para de humilhar meu filho. Para de humilhar a Jennifer. Minha filha tão decepcionada foi embora do país. Ela era tão apaixonada pelo Rômulo. Você é uma mulher que eu tenho vergonha de falar que você é mulher. Você não nos representa. Você não representa o funk, você não representa a classe feminina, você é o lixo do lixo, porque uma mulher que destrói um casamento do jeito que você fez”.

“Chegou perto de mim, era minha funcionária mais puxa saco, vendia meus batons nos bailes. ‘Mãe loira, eu cresci te ouvindo, te amo, te adoro’, você entrou no meu quadro de amigos de confiança, funcionários de confiança, para destruiu minha família. Já passaram 16 anos. Continua aí com o Rômulo, isso deve ser o maior castigo hein Priscila: estar com um homem que você não gosta. E estar traindo ele para caramba”.

“Deve ser o maior castigo dormir com um homem que você não ama. Minha amiga, tenho até pena de você, sua imunda. Cada um tem o que merece. Quando for pensar em falar mal de mim, tenha cuidado porque a Mãe Loira é preciosa, glamourosa. A Mãe Loira não casou com homem rico não, a Mãe Loira cresceu trabalhando. A Mãe Loira foi seis vezes despejada do lado do Rômulo Costa quando ele não tinha nada. Vai aprender a ser gente sua imunda, sua pir…..”.

Após essa onda de ‘elogios’, Priscila, não deixou barato e rebateu as críticas. “Eu tô rindo até 2050. Quando você acha que já viu de tudo nessa vida vem uma louca em busca de voto, achando que funkeiro é burro, querendo ser vítima. Como sempre, né? Acho que as pessoas esqueceram a historia do Márcio, que ela pegou o sobrinho do marido na casa dela, na cama dela, não respeitou nem os filhos pequenos. Enquanto ela se faz de vitima, está querendo casar de novo com o Rômulo. Só que avisa a ela gente, que o Rômulo é casado. E meu amor, trocar uma Mercedes por um Fusca não dá, não é verdade? Só se ele fosse muito burro. Sem contar que ela está casada né? A hashtag tem que que ser “o marido não está dando conta” ou então “vamos arrumar um vibrador pra Mãe Loira”.

Procurada pelo jornal “Extra”, Verônica disse não se arrepender das coisas que falou sobre Priscila Nocetti. “Eu realmente rebati o que ela disse. Fiquei 16 anos calada. Fui traída, fui ultrajada, essa mulher acabou com meu casamento e vive para castigar meus filhos. Falei tudo o que falei porque sou ser humano. Esqueça a figura pública. Sou mulher, sou mãe. Minha filha Jeniffer foi morar fora porque não aguenta essa mulher. Ela falou da minha honra, andou dizendo que vai comprar um vibrador pra mim. Que isso? Eu nunca andei com homem casado. Eu tentei, na época, retomar meu casamento. Não deu. Sofri, quase morri de amor. Passei de traída trouxa nessa história. Porque não queria expor meus filhos. Eles são meus e por isso são castigados por ela, que chegou na minha vida como vendedora dos meus batons; se me arrependo de ter falado o que eu falei? Nem um pouco. Agora o Rio de Janeiro sabe quem essa mulher é. A nação funkeira sabe. Eu sei que sou um pouquinho respeitada. Posso não ter a formação acadêmica que ela tem. Mas tenho caráter, coisa que ela jamais soube o que é. Óbvio que não amo mais o Rômulo. Amei demais. Ele perdeu uma parceira, mas ele fica passivo nessa história. Ele teve o castigo dele ao casar com ela”, concluiu.

Motivo da briga, Rômulo comentou.”Eu estou casado há 15 anos, tenho uma nova família, uma filha Yasmin, a minha mulher, Priscila, e tenho dois filhos lindos maravilhosos, porque não existe ex- filhos, e cada um segue o seu caminho. Estou muito bem casado, feliz. E sei que ela (Verônica Costa) também está casada e muito feliz, eu conheço o atual marido dela, gente boa, da melhor qualidade. E eu desejo para ela toda a felicidade desse mundo e dizer que ela é candidata a Vereadora e eu também. Se ela já defende o funk, agora são duas forças defendendo o funk. Dizer para ela seguir a vida dela, que seja muito feliz, com o Claudio, que é gente da melhor qualidade, que eu conheço, sangue bom, e que está do lado dela. E do meu lado, sempre atrás de um grande homem tem uma grande mulher, minha esposa, Priscila Nocetti. Então, espalha no grupo aí que papai está bem casado, e ela também está muito bem casada”.

Jonathan Costa, Antonia Fontenelle e Verônica Costa (Foto: Reprodução/ Instagram)
Jonathan Costa, Antonia Fontenelle e Verônica Costa (Foto: Reprodução/ Instagram)

 

Curtidas
Diiego
Curitibano e fundador do site Famosos na Web, sou apaixonado pelo mundo virtual.

Facebook (0)