Emissoras

Situação de afiliada da Globo no Pará é de extremo caos; entenda o motivo!

A afiliada da TV Globo no estado do Pará está passando por um momento bastante complicado no que diz respeito aos termos de sua estrutura, que, segundo informações do site “Observatório da Televisão”, encontra-se “sem dinheiro para investimentos em modernização e pagamentos de salários de funcionários”, dentre vários outros.

No mais, um outro impasse que a TV Liberal está tendo de enfrentar em todo o estado paraense é com relação a ausência do seu jornalismo 100% HD, coisa que a rede vem reivindicando há cerca de dois anos. Como se ainda não bastasse todos esses problemas que o canal está tendo de lidar, um outro que mais chama atenção é acerca da falta de um presidente dentro da emissora, pois, de acordo com os irmãos de Rômulo Mariorama Júnior, um dos ex-chefes da TV Liberal, o mesmo está sendo acusado de boicotar a administração do grupo e desviar dinheiro para benefício próprio.

“Foi uma medida decidida por todos os acionistas, tendo como único objetivo de solucionar os problemas para que eles não se agravem ainda mais, haja visto que a gestão do sr. Rômulo Mariorama Jr. estava sendo marcada por total falta de transparência, sem que os demais sócios tivesse acesso aos dados contáveis e financeiros da empresa, gerando fortes indícios de condutas lesivas à empresa”

, alega o ofício enviado para o Ministério Público do Trabalho do Pará (MPT-PA) nesta última quarta-feira (04).

Veja também:

Por sua vez, Rômulo Júnior também é apontado como sendo o principal responsável por obrigar os funcionários da emissora a não denunciarem os problemas frequentes do local. No mais, os irmãos do ex-presidente da TV Liberal ainda solicitaram o auxílio do Ministério Público do estado para resolver todas as questões que estão pendentes por lá.

Ainda de acordo com a publicação, a TV Globo sequer vem prestando algum tipo de ajuda à afiliada, isto porque, segundo informações, o que a emissora carioca realmente pretende disso tudo é que a TV Liberal seja comprada por algum outro grupo que tenha condições de administrar um canal de televisão, assim como acontece com a TV Sergipe, que hoje está sob a tutela do Grupo Integração, cujo já até, inclusive, mostrou interesse em adquirir a TV paraense.

Logo da TV Liberal (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar