Emissoras, Globo, Noticia

Silvio de Abreu gera mudanças no setor de teledramaturgia e provoca descontentamento de funcionários

O clima no setor de teledramaturgia da TV Globo não anda nada bem atualmente. Isso porque, de acordo com informações divulgadas pelo site UOL, o diretor Silvio de Abreu, responsável por comandar o departamento, está fazendo uma série de alterações nas produções da emissora sem dar qualquer aviso prévio. Isso, no entanto, gerou um certo incômodo por parte das equipes, que não se encontram mais confiantes no trabalho do mesmo.

Entretanto, o que se sabe ainda sobre isso é que os autores, diretores, produtores e roteiristas não estão se manifestando abertamente acerca dos adiamentos, cancelamentos, trocas ou antecipações de seus trabalhos dentro da emissora.

Só para se ter uma ideia, o UOL informou que a minissérie ‘Selvagem da Ópera’, escrita por Maria Adelaide Amaral e dirigida por Denise Saraceni, acabou tendo sua estreia transferida para outra data sem maiores explicações, o que deixou todos os envolvidos completamente boquiabertos, pois o elenco já estava começando a ser formado. Antes, a trama estava marcada para ser levada ao ar em abril de 2019, no horário das 23h.

Em contrapartida, há gente lá dentro que acredita na hipótese da produção ter sido realmente cancelada. Com isso, a equipe da minissérie agora se voltará para a pré-produção de ‘Irmãos de Sangue’, série com 20 capítulos e sob a autoria de Euclydes Marinho.

Em resposta a essas informações, a assessoria da Globo disse ao UOL que “o atual modelo de planejamento e produção das obras do Entretenimento é desenvolvido de modo a dar grande liberdade e flexibilidade aos diretores de gênero para ajustes, alternativas e decisões quanto à sequência de tramas. Além disso, transmissões de grandes eventos, naturalmente, interferem na definição da grade de programação da emissora e a de 2019 ainda não está fechada”.

Veja também:

Já sobre ‘Selvagem da Ópera’ e ‘Irmãos de Sangue’, foi falado que “as obras de Maria Adelaide e Euclydes Marinho ainda são realmente projetos e, pelas características de cada um, nem é possível ainda falar em substituição”.

Outra pessoa que também foi vítima de mudanças quanto ao lançamento de sua obra na TV foi a autora Manuela Dias, que viu Troia ser adiada por causa de problemas em seu texto. Sendo assim, a emissora carioca precisou adiantar a estreia da produção de Walcyr Carrasco para o primeiro semestre de 2019 na faixa das 21h, e pensar na probabilidade de colocar a trama de Manuela no horário das 23h.

E ainda por falar em Walcyr, o UOL informou que o autor teve uma nova história aprovada pela direção da casa e que “voltou a furar a fila das novelas das 21h”, ocasionando “certa estranheza entre os funcionários do departamento”.

Silvio de Abreu comanda área de dramaturgia da Globo (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar