Emissoras

Saiba quanto as emissoras gastaram na Olimpíada do Rio de Janeiro

Os Jogos Olímpicos estão quase acabando e a dúvida que fica na cabeça de muitos curiosos é quanto as emissoras gastaram com toda essa produção. Quando esse é o assunto, estima-se que foram milhões e milhões, afinal além de arcar com os custos das estruturas, é necessário pagar os direitos de transmissão do evento, no entanto não dá para saber números exatos.

De acordo com um levantamento feito pelo colunista Ricardo Feltrin, a emissora que teve os custos mais altos foi a Globo (como já era de se esperar), com investimentos que quase chegam a U$ 250 milhões, que na cotação atual pode ser convertido para cerca de R$ 800 milhões. Desse valor, U$ 40 milhões foram gastos com os direitos de transmissão e U$ 80 milhões para portar o título de patrocinador de mídia dos jogos.

Produção, infra-estrutura, equipes, logística, pessoal, alimentação, hospedagem, transporte e custos de produção de reportagens custaram, juntos, é claro, cerca de U$ 120 milhões para a emissora carioca. Enquanto isso, a Record decidiu investir “pouco”, com custos totais avaliados em U$ 44 milhões. A Band, por sua vez, investiu cerca de U$ 40 milhões. A coluna indica que as emissoras podem ter grandes prejuízos, com exceção da Globo.

Estúdio olímpico da Globo impressionou TVs estrangeiras (Foto: Reprodução)
Estúdio olímpico da Globo impressionou TVs estrangeiras (Foto: Reprodução)