Novelas

Resumo “A Terra Prometida” (24/02/2017): Úrsula descobre a verdade sobre as rainhas prisioneiras

No capítulo de “A Terra Prometida” desta sexta-feira, 24 de fevereiro, você verá que Quemuel irá se irritar com a indiferença de Samara. Mara nega ser a culpada pelo ritual e aponta Raabe como o responsável pelas estatuetas pagãs. Zareg oferece ajuda nas buscas por Aruna. Otniel continua amarrado, seguindo a caravana dos escravos. Ele ora e pede socorro a Deus. Raabe fala a Salmon sobre encontro com Mara. A vilã procura Josué para acusar Raabe de ter feito o ritual pagão.

Abul revela para Úrsula a verdade sobre as rainhas prisioneiras. Iru e Jéssica acompanham Avisa até Naftali. Ula e Lina dão suporte a Mireu enquanto ele cuida de Aruna no palácio. Abul executa oficiais de Adonizedeque e entra no quarto de Úrsula.

Como um milagre, Aruna é ajudada por Deus e consegue sobreviver. Úrsula fica furiosa ao ver as caveiras de sua mãe e avó. Adonizedeque flagra Mireu e Ula aos beijos. O rei ordena que a taberneira seja presa. Mireu inventa sobre a recuperação de Aruna. Raabe passeia com Boaz. Mara inicia um ritual pagão diante das estatuetas cananeias. Raabe estranha ao sentir um mal cheiro, e corre para o celeiro. Mara percebe que alguém está se aproximando e tenta se esconder. Raabe flagra Mara e se assusta ao se deparar com as estatuetas.

Logo “A Terra Prometida” (Foto: Reprodução/Record)

Veja também:

 

Você também pode gostar