Novelas

Resumo “O Rico e Lázaro” (13/03/2017): Primeiro capítulo

No primeiro capítulo de “O Rico e Lázaro” nesta segunda-feira, 13 de março, você verá que o homem Rico começa caminhando, sem se exibir, e em um lugar tenebroso e sombrio. Com tamanha angústia, ele ouve vozes. Do fundo de um precipício inicia um fogaréu, com chamas emergindo. O homem tenta seguir outro caminho, mas o destino é apenas aquele: o inferno. O Rico pede por socorro, mas ele só ouve o barulho das labaredas, que lhes causa um calor insuportável. Ruídos perturbadores e estranhos ecoam no ar. Ele começa a clamar por Deus e avista Abraão. O Rico repara que Abraão está com alguém do lado, vestido como rei e iluminado por fachos de luz. Este homem é Lázaro, e o homem Rico não acredita naquilo que vê. Ele pede que Abraão o ajude de qualquer maneira. Abraão então diz que o Rico só teve sorte na vida e ganhou coisas boas, enquanto Lázaro tinha apenas o oposto. O Rico, então, pede que Abraão mande Lázaro procurar sua família para avisar que seus familiares não devem ter o mesmo destino.

Abraão responde que o povo não soube ouvir Moisés e os profetas e, portanto, também não saberão ouvir alguém que ressuscita dentre os mortos. Nesse momento, o Rico começa a ter sua visão de Abraão impedida pelo fogo. Ele entra em desespero quando vê uma grande fornalha prestes a devorá-lo. Jerusalém, 605 a. C. Os pequenos Zac e Asher brincam de luta com espadas de madeira. Ao verem aproximação de Chaim, Zac se esconde. Joana observa os meninos. O profeta Jeremias lamenta ao ver hebreus cultuando falsos deuses. Ele afirma que o povo de Jerusalém deve ouvi-lo. Aicão avisa o rei Eliaquim sobre a revolta do povo com a alta nos impostos. O soberano diz não crer em alertas vindo de Jeremias ou de outros profetas. Nabucodonosor ordena que seu exército siga para atacar os egípcios. Asher e Zac pedem para que Abel lhes ensinem a atirar com arco e flecha. Desobedientes, os meninos sobem no alto da muralha. Enquanto brinca, Asher perde o equilíbrio e acaba caindo. Zac grita com desespero. Nabucodonosor se infiltra entre os guerreiros e luta no campo de batalha contra os egípcios.

Zac procura Asher e o-encontra pendurado em um galho. O menino tenta ajudar o amigo e não consegue, quando os dois acabam caindo. Por sorte, Joana passa com uma carroça cheia de palha no momento e diminui o impacto da queda. Hassube, Joaquim e Zuriel zombam de Asher e Zac. Fassur fica incomodado com a chegada de Jeremias. Joaquim observa tudo atentamente para alertar o rei Eliaquim sobre a presença do profeta. Jeremias tenta dar uma palavra ao povo e é hostilizado. O jovem oficial Nebuzaradã consegue salvar a vida de Nabucodonosor na batalha. O rei vibra contente com a vitória dos babilônicos. Eliaquim pede que Micáias e Gedalias deem um jeito em Jeremias. Nas ruas de Jerusalém, o povo pede que o profeta seja morto. Zadoque, Ravina e Baruque defendem Jeremias. Fassur tenta inflamar a revolta do povo contra Jeremias. Aicão segue uma determinação do rei, onde ordena que Jeremias seja levado para o Pátio do Templo. Joana se preocupa. Nabucodonosor fica agradecido e pede que Nebuzaradã integre sua guarda pessoal. Arioque avisa que o rei Nabopolasar acabara de morrer. Aicão avisa a Jeremias que ele não será punido. Fassur lamenta a decisão e Joana esbraveja com ele por conta de sua atitude. Jeremias é libertado e deixa a todos assustados ao avisar que Jerusalém será destruída. Na Babilônia, Nabucodonosor conversa com seu filho Evil-Merodaque e diz que um rei deve ser alguém destemido.

Veja também:

Aspenaz ajuda Nitócris a escolher os adornos. Nebuzaradã fica impressionado com a grandiosidade e luxuosidade do palácio. Arioque o aconselha a ficar longe das filhas do rei. Zabaia entrega a filha Sammu-Ramat para o dono de um bordel. O cortejo que levava a família real deixa o palácio. Shag-shag recebe Sammu-Ramat na Casa da Lua. Hurzabum avisa sobre a passagem do cortejo e eles seguem para observar. Sammu-Ramat se encanta por Nebuzaradã. Eliaquim fica sabendo da vitória dos babilônicos sobre os egípcios. Zadoque conversa com as crianças e conta algumas histórias do povo hebreu. Elga questiona Zelfa sobre o amuleto da deusa Isthar e a serva avisa que jogou fora. Nabucodonosor e sua comitiva sobem nas escadarias do templo de Marduk. O sacerdote Beroso deseja que o rei tenha vida longa. Uma grande festa é promovida para saudar Nabucodonosor no palácio.

Shag-shag estranha Sammu-Ramat por seu silêncio, e reclama. A rainha Amitis diz que o marido irá honrar o reinado de Nabopolasar. Arioque e Nebuzaradã conversam. Aspenaz avisa a Nitócris que está na hora de se recolher. A princesa reclam, mas obedece ao ter conhecimento de que as ordens foram expressas pela rainha. Beroso anuncia a entrada de dançarinas para saudarem o rei. Jeremias fica inconformado com o comportamento de seu povo e, em Jerusalém, tenta falar com o Senhor. Marta e Efraim fazem carinho em sua filha, Joana. Zelfa cuida de Zac e dos demais filhos de Elga. Zac elogia Joana, mas se decepciona ao reparar no jeito que ela olha para Asher. Daniel observa que Ezequiel está afastado. Abel ensina Zac e Asher o manuseio do arco e flecha. Jeremias tenta alertar um grupo de pessoas. Abel percebe que o exército babilônico se aproxima e grita para avisar Asher, Joana e Zac sobre o perigo. Jeremias segue alertando o povo para a invasão do rei Nabucodonosor. Zac, Asher, Joana e Abel correm em desespero para tentarem chegar no portão da cidade.

“O Rico e Lázaro” é a nova novela da RecordTV. (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar