Celebridades

Repórter da Record é mantido em cárcere privado no RS e emissora nega ajuda

De acordo com informações do NaTelinha, um repórter especial da Record no Rio Grande do Sul, foi mantido em cárcere privado enquanto fazia uma reportagem para a emissora. Acontece que Luiz Bárbara foi investigar um caso da “farra do semi-aberto”, onde presos e condenados pela justiça emvez de trabalhar durante o dia, curtem a vida.

Durante as investigações o jornalista foi até uma fábrica onde queria esclarecimentos do dono, porém foi surpreendido, o homem trancou o repórter e a sua equipe dentro da fábrica e fez várias ameaças, isso tudo com a câmera ligada.

Luiz Barbará só conseguiu sair do local umahora depois , quando a Brigada Militar chegou, a câmera de início foi apreendida, mas logo foi devolvida pela Policia Civil do local. Um fato que chamou bastante atenção foi o fato da Record RS ter negado fazer qualquer tipo de B.O, dizendo que não teria nenhuma responsabilidade pelo o que aconteceu, pois foi algo pessoal com a equipe de reportagem e não com a empresa.

Veja também:

Porém só o fato do repórter estar em seu horário de trabalho apurando coisas para sua matéria para ser exibida na emissora, só isso basta para que a mesma preste ajuda para o que for preciso, mas a atitude foi completamente contrária.

Atualmente o repórter está sem trabalhar, com laudo psicológico de um mês e casonão entre em acordo com a emissora o mesmo estuda com os seus advogados rescindir o contrato por conta do descaso. Os sindicatos estão chocados com a atitude da Record RSe estão preparando uma retaliação.

Repórter Luiz Barbará (Foto: Reprodução)

Repórter Luiz Barbará (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar