Emissoras

Record usa microempresa para produzir nova série com dinheiro público

A crise não está fácil as emissoras estão tentando cortar os gastos ao máximo, com isso a Record está tentando fazer sua nova série sobre a banda Mamonas Assassinas com dinheiro público. Orçado em R$ 4,6 milhões, o projeto foi apresentado na Ancine (Agência Nacional do Cinema) pela OSS Produções Ltda – ME.

A microempresa tem como endereço uma casa residencial no Butantã, zona oeste de São Paulo. A Record por ser uma emissora não poderia pegar dinheiro para realizar programas, já a produtora Endemol Shine, por ser uma multinacional holandesa, não pode configurar como sócia majoritária de projeto audiovisual viabilizado por dinheiro de incentivo fiscal.

A solução para conseguir o dinheiro então foi fazer toda a documentação da minissérie como se a produção fosse da OSS, que tem o sinal verde para para conseguir os recursos de incentivos fiscais. A microempresa pertence marido de Juliana Algañaraz, uma das principais executivas da Endemol. Vale lembrar também a série deve começar a ser gravada hoje (19/05) e tem estreia prevista para Setembro/Outubro.

Record usou microempresa para conseguir dinheiro público

Record usou microempresa para conseguir dinheiro público

Veja também:

 

Curtidas

Você também pode gostar