Record e SBT tem mais público, aponta números do GfK e colunista explica

Parece que o novo instituto de medição de audiência, o alemão GFK, não vai trazer uma revolução nos índices. Aliás, executivos da Record, SBT e RedeTV! só reforçaram aquele velho discurso.  “Nos últimos meses houve um ajuste das médias, uma acomodação dos índices que criou novo cenário em nossa televisão”.

A frase é a constatação da mudança de comportamento do público e de pequenos ajustes no sistema de medição. Neste caso, os executivos dos canais afirmam em conversas bem informais é que para tudo tem um jeitinho.

De acordo com as informações do jornalista José Armando Vannucci, as primeiras planilhas mostram um cenário muito parecido com o atual, apesar  de a emissora dos bispos e o canal de Silvio Santos terem mais público. Há um número maior de televisores ligados, o chamado share, e que tem uma explicação. Segundo alguns estrategistas do mundo da televisão, o GFK mede a audiência em favelas e comunidades, o que eleva o número de aparelhos sendo usados no momento.

(Foto:Reprodução)
(Foto:Reprodução)
Curtidas
Diiego
Curitibano e fundador do site Famosos na Web, sou apaixonado pelo mundo virtual.

Facebook (0)