Emissoras

Record demite autora do remake brasileiro de “Rebelde”

Não conseguiu durar por mais tempo o acordo entre a Record e àquela que foi responsável por um dos maiores sucessos da história da teledramaturgia teen brasileira. O remake de “Rebelde”, escrito por Margareth Boury, fez a emissora colher bons frutos e criar um celeiro para grandes artistas, estes que até hoje estão em destaque, como é o exemplo de Chay Suede.

Porém, nem mesmo isto fará com que a autora permaneça. De acordo com a jornalista Patrícia Kogut, que escreveu para sua coluna “Controle Remoto” deste sábado (04) do jornal “O Globo”, Margareth está na fila dos próximos desempregados.

Veja também:

A explicação é simples e prática, e tem a ver com a terceirização de suas produções. Com uma fila vasta de tramas para serem produzidas por autores já cotados e escolhidos pela Casablanca, a escritora sempre estava sobrando e só estava sendo mantido o contrato para afastá-la de assédios da concorrência, que agora a terá livre após 10 anos de casa.

Margareth Boury (Imagem: Divulgação)

Você também pode gostar