Celebridades, Noticia, Programas

Ratinho, completando 20 anos de SBT, afirma ter medo de ser demitido por Silvio Santos

Neste domingo (9), Carlos Roberto Massa, o Ratinho, completará 20 anos de sucesso com o seu programa no SBT. Em uma entrevista ao programa Poder em Foco, Ratinho contou algumas histórias sobre a sua vida, sua trajetória na emissora de Silvio Santos e como vê a televisão.

A entrevista foi comandada por Debora Bergamasco e teve a participação dos jornalistas Cristina Padiglione, Leão Lobo e do colunista Mauricio Stycer, do UOL. O único assunto proibido durante a entrevista foi a candidatura do filho de Ratinho para governador do Paraná.

O apresentador contou qual foi o seu maior arrependimento: “Eu me arrependo de ter me metido no sequestro do Zezé Di Camargo e Luciano. Fiquei com medo porque eu conhecia a quadrilha que estava com o irmão deles. Eu tinha certeza que, se eles não pagassem, ia acontecer alguma coisa com o menino. Me meti com medo. Mas era o trabalho da polícia, não era meu, eu estava errado”, contou.

Além disso, revelou as mudanças em seu programa no SBT, deixando de lado o sensacionalismo: “Nós acompanhamos não a mudança da sociedade, mas da comunicação. No primeiro momento eu fazia um programa de sensacionalismo, mas fazia humor também. Agora, vendo que a internet estava dominando o sensacionalismo, resolvi ir para o entretenimento”, declara, e ainda finaliza: “Sensacionalismo nunca vendeu para grandes empresas. Acho que o entretenimento vende mais. Eu não me policio. Estou me acostumando a ser um pouquinho politicamente correto, mas não gosto. Falo sensacionalismo para vocês entenderem. Faço programa popular”.

Veja também:

Sobre ser conhecido como aquele que ‘não tem papas na língua’, Ratinho afirma: “Procuro ser o mais verdadeiro possível. Porque de vez em quando a gente conta uma mentirinha”. O apresentador ainda diz que se sente um patinho feio no meio dos cisnes, se referindo aos outros apresentadores de TV.

Ademais, quando questionado sobre Silvio Santos, ele expressou medo da demissão: “Corro dele o máximo que posso. Tenho medo dele me mandar embora. Onde eu vou trabalhar? Record vai me querer? Globo vai me querer? Band? RedeTV!? O Marcelo pega todos os horários pra ele e a mulher dele”, confessou ele. No entanto, Ratinho comentou que quer trabalhar na TV até seus últimos dias: “Quero sair daqui em uma cadeira de rodas carregado para o cemitério. Quero morrer na televisão. Televisão pra mim não é trabalho, é um parque de diversões. Se eu pudesse morar no trabalho eu faria uma casa e moraria aqui dentro”.

Ratinho (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar