Novelas, O Outro Lado do Paraíso

Rafael Cardoso destaca abordagem do preconceito em O Outro Lado do Paraíso

Durante a festa de lançamento de O Outro Lado do Paraíso, que ocorreu na noite desta última sexta-feira (21), todo o elenco e a equipe marcaram presença durante o evento. Ele, que encarna Renato, o mocinho do folhetim, afirma que a novela irá abordar temas atuais que servirão de reflexão para os telespectadores, como o preconceito, racismo, homofobia, feminismo, nanismo e vingança.

“[A novela] é um reflexo do que estamos vendo hoje em dia, do momento político, histórico, do que vemos quando ligamos a TV e sai sangue, das muitas desgraças. Não é tão bonito, mas temos que retratar. Mas vai ter o romance de pano de fundo e que é bonito”, afirmou ele, que ao lado de Bianca Bin, estão encarregados de encarnarem o casal protagonista da produção assinada por Walcyr Carrasco.

Rafael afirma que gosta de ser um homem multifacetado. “Também sou agricultor. Dá para ser muitas coisas, tem muita vida para viver”, opinou ele, que marca seu retorno às novelas do horário nobre após dois anos, quando atuou em Império (2014), de Aguinaldo Silva.

Rafael Cardoso conta detalhes de mocinho

Rafael Cardoso retorna às novelas dando vida a Renato em O Outro Lado do Paraíso. O personagem se apaixonará por Clara (Bianca Bin), e viverá um triângulo amoroso com a mocinha e Gael (Sérgio Guizé). Em entrevista ao site Observatório da Televisão, o ator revela que já passou por algo semelhante na sua vida pessoal.

Veja também:

“Quando moleque sim, já passei por muita coisa. Quando eu era mais novo não tinha paradeiro não (risos)”, conta. Assim como seu papel, Rafael saiu da região Sul para residir em Tocantins. No entanto, ele declara não se assemelhar ao protagonista. “Eu vim do Sul para cá também, para ser ator, mas ele totalmente diferente de mim. Ele vive outra realidade.”

Emendando trabalhos há uma década e retornando ao horário nobre após dois anos, o global afirma que o ritmo de trabalho já foi mais puxado do que agora. “Eu saí de uma das 21h [‘Império’] fiz duas das 18h [‘Além do Tempo’ e ‘Sol Nascente’], e agora estou voltando para o horário das 21h. O volume de gravações era bem puxado. Agora como está no início está mais lento, mas sei que o bicho vai pegar”, analisa.

O artista faz comparações entre Renato e outros mocinhos que já interpretou em outros trabalhos. “Ele tem um pouco dessa coisa do anti-herói”. Para encarnar um médico, Cardoso passou por uma fase de preparação com ajuda de uma amiga. “Convivi com ela, a observei passar por alguns procedimentos, e fizemos laboratório aqui na Globo também. A novela tem um núcleo hospitalar”, adianta.

Rafael Cardoso durante festa de lançamento de O Outro Lado do Paraíso (Foto: Reprodução)

Rafael Cardoso durante festa de lançamento de O Outro Lado do Paraíso (Foto: Divulgação)

Você também pode gostar