Celebridades

Protesto apoiando figurinista assediada por José Mayer, repercute

A fotógrafa e produtora Catarina Rangel foi a grande idealizadora do protesto em apoio à figurinista Susllem Meneguzzi Tonani, que denunciou o assédio que sofreu do ator José Mayer. O ato foi motivo de movimento nos bastidores da Globo nesta terça-feira (4).

Diversas funcionárias circularam nos estúdios, utilizando a camisa com a legenda: “Mexeu com uma mexeu com todas”, na zona oeste do Rio de Janeiro, em Curicica. “Pensamos em uma camisa, para chamar a atenção e a partir disso pudemos dialogar. O grupo cresceu em poucas horas. De tão cheio, não cabia mais ninguém e resolvemos virar um grupo no Facebook. A proporção que isso tomou saiu do meu controle e encheu meu coração de alegria e amor. Mexeu com uma, mexeu com todas. Obrigada a todas as mulheres que colaboraram para esse lindo movimento. Vistam suas camisas e vamos unidas lutar por mudanças, pois sim, elas estão por vir!”, disse Catarina.

O grupo inicialmente criado nas redes sociais com apenas 15 mulheres como membras, atualmente já contam com mais de 200, incluindo as atrizes globais Drica Moraes e Sophie Charlotte. “Nos deram total apoio para aderir o protesto. No grupo temos inclusive alguns membros da direção da Globo”, disse uma funcionária.

A repercussão, como era de se esperar foi e está sendo grande. Taís Araújo, Mel Lisboa e Deborah Secco, que já atuaram com José Mayer em outras novelas, aderiram a campanha em suas redes sociais. “Isso tem que parar. Demorei muito tempo para perceber inúmeros assédios que nós mulheres sofremos diariamente. Uma nova geração está se formando. Já passou da hora das mulheres conhecerem seus direitos e homens seus limites. Juntas somos mais fortes”, legendou Mel Lisboa, que contracenou com Mayer em “Presença de Anita” (2001).

Veja também:

Drica Moraes, Luisa Arraes, Tainá Müller, Cissa Guimarães, Astrid Fontenelle e Alice Wegmann publicaram fotos com camisa de campanha contra assédio. (Foto: Reprodução/Instagram)

Funcionárias da Globo fazem campanha contra José Mayer

Parrece que ainda vai dar muito o que falar a polêmica envolvendo o galã das novelas da Globo. Iniciou-se nesta segunda-feira, 03 de abril, uma campanha nos bastidores da emissora em apoio a figurinista que denunciou o assédio que sofria de José Mayer.

Com camisas vendidas por R$ 22 estampando a frase “Mexeu com uma, mexeu com todas“, diversas funcionárias estiveram demonstrando apoio ao movimento que está publicizando ainda mais o escândalo vivido nos bastidores das gravações de “A Lei do Amor”.

A atitude está recebendo total apoio da direção da Globo. Em uma nota enviada às funcionárias, o diretor-geral Carlos Henrique Schroder se mostrou sensibilizado e a favor do movimento. O próprio comunicou aos demais diretores da casa de que as funcionárias podem continuarem externando a revolta contra o caso de assédio de Mayer.

Cissa Guimarães ao lado de funcionárias da Globo nos bastidores do “Mais Você”. (Imagem: Divulgação)

Você também pode gostar