Celebridades

Prestes a se aposentar, Sidney Magal afirma: “Viverei de lembranças”

O cantor Sidney Magal conhecido por ser um dos grandes nomes da lambada, está prestes a abandonar a carreira musical. Nos palcos desde os anos 1960, Magal emplacou muitas músicas em novelas, como “Me chama que eu vou”, que até hoje é recente na memória de milhares de brasileiros por ter sido tema de abertura de “Rainha da Sucata” (1990). Mas antes disso, ela já havia se consagrado com a icônica canção “Sandra Rosa Madalena”.

“Dos 70, não passo. Não vou continuar cantando e me apresentando do jeito que faço hoje. Vou querer me dedicar mais à família e aos amigos. Viverei das lembranças, e a carreira de um artista, na verdade, nunca acaba, permanece para sempre”, disse ele, em entrevista ao jornal “Extra”.

Recentemente, Sidney Magal decidiu abandonar a cor escura do cabelo e assumir os fios brancos. Aos 63 anos, ele diz que isso não interferiu em sua decisão. “Cansei de pintar mesmo, foi isso. Não tenho a intenção de mudar o visual para dar um tom de mais seriedade ao meu trabalho. Continuo sendo o Magal de sempre. As pessoas estranham, mas a maioria elogia, principalmente os homens”, garante.

Veja também:

Neste momento da vida, Magal percebe que chegou a hora de descansar. Mas para ele, envelhecer não é problema algum. “Como artista encaro de uma forma tranquila, mas não estou acostumado com a ideia de estar mais próximo do fim do que antes. De qualquer forma, levo a vida com muito bom humor, e, sendo espírita, sei que a vida não termina aqui”, afirma.

Sidney Magal com os fios brancos assumidos (Foto: Divulgação/Globo Filmes)

Sidney Magal com os fios brancos assumidos
(Foto: Divulgação/Globo Filmes)

Você também pode gostar