Celebridades, Noticia

Prestes a publicar biografia não autorizada de Anitta, Leo Dias adianta próximo projeto

Nos últimos dias Leo Dias se meteu em uma série de polêmicas. O apresentador do Fofocalizando, do SBT, pode se envolver em uma ainda maior. Isso porque ele está escrevendo uma biografia não autorizada sobre a vida da cantora Anitta.

De acordo com informações do colunista Flávio Ricco, do UOL, o livro, intitulado Furacão Anitta, já está quase todo finalizado e deve ser lançado em dezembro pela Agir, braço jovem da Ediouro. O livro não vai começar com ela, mas pela história do avô, também músico, na Paraíba. Ainda segundo informações, a história vai separar a Anitta ingênua, do início da carreira, da cantora com atitude e de négocios dos dias atuais.

No instagram, Leo Dias não deixou os rumores e expectativas do público passarem batidos. “Nem consultei à Ediouro, mas a minha prioridade é que o primeiro lançamento da BIO da Anitta aconteça em Honório Gurgel. O livro serve para todo um país excluído, mas é uma grande homenagem ao subúrbio do Rio […] A minha prioridade não é a zona sul do Rio. Nem a elite do Brasil. O livro vai servir de exemplo para quem tinha tudo para dar errado.”, começou a o apresentador.

Os primeiros capítulos que foram entregues à Ediouro impressionaram aos diretores da Editora. Eles me pediram uma reunião. Não entendi direito…. Mas eles querem uma próxima BIO para 2019. Não sei se quero passar por isso de novo…. Mas se a ideia for pra frente. O personagem já foi escolhido.“, Leo ainda alertou: “Não quero escrever sobre gente morta. O problema dessa “próxima” bio é que envolve minha gente. muita gente viva, muita gente poderosa. Essa próxima bio,, meu amor, vai abalar a TV Globo.”, finalizou.

Veja também:

Nem consultei à Ediouro, mas a minha prioridade é que o primeiro lançamento da BIO da Anitta aconteça em Honório Gurgel. O livro serve para todo uma país excluído, mas é uma grande homenagem ao subúrbio do Rio. Depois de Honório, quero lançar no Madureira Shopping, no NorteShopping… A minha prioridade não é a zona sul do Rio. Nem a elite do Brasil. O livro vai servir de exemplo para quem tinha tudo para dar errado. É uma clara mensagem que o ensino público no Brasil dá, sim, bons frutos. Quero levar o livro ao interior do Brasil, aos segregados, àqueles que acham que é sim possível virar o jogo. Pedi ao máximo à Ediouro um preço acessível. Parece mentira, mas não quero ganhar dinheiro com esse livro, quero que ele vá longe, num país com tão poucas livrarias. Por isso, a escolha da Ediouro não foi por acaso. Os primeiros capítulos que foram entregues à Ediouro impressionaram aos diretores da Editora. Eles me pediram uma reunião. Não entendi direito…. Mas eles querem uma próxima BIO para 2019. Não sei se quero passar por isso de novo…. Mas se a ideia for pra frente. O personagem já fi escolhido. A minha proposta à Ediouro é fazer biografia não autorizada de personagens popularesm, vivos, no auge, com histórias absolutamente não lineares. Não quero escrever sobre gente morta. O problema dessa “próxima” bio é que envolve minha gente. muita gente viva, muita gente poderosa. Essa próxima bio,, meu amor, vai abalar a TV Globo.

Uma publicação compartilhada por LeoDias (@leodias) em

Você também pode gostar