Emissoras

Por causa das demissões em massa no Recnov, sindicato vai processar a Record

Como já informado aqui no Famosos na Web, nesta última segunda-feira, dia 23 de novembro, a produtora Casablanca passou a assumir o RecNov, complexo de estúdios da TV Record, onde vai controlar por um período de cinco anos, com direito de renovação de cinco anos. Isso resultou na demissão de mais de 500 funcionários, além da retirada do logotipo do canal de Edir Macedo, que virou piada nas redes sociais.

Por causa das demissões em massa, o Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro vai entrar com uma ação civil pública contra a emissora dos bispos, como informa a jornalista Patrícia Kogut, do jornal “O Globo”. No entanto, ainda não se sabe muitos detalhes sobre os objetivos do processo.

Vale dizer que a extensa lista de demitidos envolve maquiadores, camareiros, figurinistas, produtores, assessores, câmeras, técnicos de luz e som, de acordo com a coluna “Zapping” de ontem (24). Só os atores, autores e diretores continuam trabalhando para o canal. Parte dos demitidos será recontratada pela produtora já citada, com salários menores, chegando a uma diminuição de 60%, conforme já informado.

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)