Celebridades, Noticia

Apontada como pé frio, Juliana Paes continua sendo rainha de bateria da Grande Rio

O desfile das escolas de samba do Carnaval do Rio de Janeiro foi marcado pelas críticas sociais da Beija-Flor de Nilópolis, a campeã, e a segunda colocada, a Paraíso do Tuiuti, e também pelo rebaixamento da Acadêmicos da Grande Rio. A agremiação, que homenageou o eterno animador Chacrinha, acabou sendo rebaixada do grupo especial após quase trinta anos.

A atriz Juliana Paes assumiu o cargo de rainha de bateria neste ano, sucedendo a também atriz Paloma Bernardi. Ainda que seja apontada como pé frio, a intérprete de Bibi de A Força do Querer (2017), permanecerá no posto no ano que vem, vindo no grupo de acesso da folia. A notícia foi confirmada por David Brazil, que publicou uma fotografia ao lado da global.

“Passando a visão! Grande Rio, tudo nosso em 2019 segura invocada que a rainha vem com tudo de novo! Grande Rio, nossa maior paixão. Alô comunidade/diretoria, tudo nosso”, escreveu ele. Vale lembrar que a escola, dada como a queridinha das celebridades, ainda está sob fase de avaliação após o resultado, e pode permanecer na elite do samba carioca, apesar dos problemas que prejudicaram o belíssimo desfile no Sambódromo do Anhembi.

Veja também:

“Ainda existe uma chance de a Grande Rio não ser rebaixada! Alguns dos mais entendidos sobre regulamento dizem que a escola foi duplamente ‘punida’ com a quebra do último carro. E agora? Como será? Eu que sou mais foliã do que grande entendedora de quesitos, fico aqui de dedos cruzados, torcendo para que o resultado dessa reunião com a Liesa não venha ferir qualquer regulamento”, declarou ela, que na última edição da premiação Melhores do Ano, do Domingão do Faustão, polemizou após ter perdido a categoria para sua colega de elenco, Paolla Oliveira.

Juliana Paes (Foto: Reprodução)

Juliana Paes (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar