Celebridades, Noticia, Novelas

Para Malhação, Carmo Dalla Vechia se inspirou em casos de alcoolismo na família

Carmo Della Vecchia, para mostrar as consequências do alcoolismo, usou experiências de pessoas da sua família para contar o drama do seu personagem, Rafael, em Malhação – Vidas Brasileiras, um alcoólatra que acaba tendo uma recaída após anos sem beber. “Tenho casos presentes na família. De todas as drogas, o álcool é a única aceitável na sociedade. As pessoas não enxergam na proporção que tem. É uma doença”, afirmou o ator.

A recaída do personagem de Dalla Vechia acontece após o filho Márcio (André Luiz Frambach) tentar sabotar sua relação com Gabriela (Camila Morgado). Carmo explica que como tinha casos de pessoas com dependência por álcool entre seus familiares, não precisou recorrer a pesquisas. “Pessoas de perto na família que me inspiraram a fazer (o personagem). O vício do álcool é muito comum, as pessoas têm um grande problema em casa e preferem não enxergar. Não consegui ajudar (o familiar). É difícil fazer o que meu personagem fez, que é procurar ajuda no AA (Alcoólicos Anônimos), reconhecer que passa pela doença”, explicou.

Outra inspiração, segundo Carmo Dalla Vechia, vem de uma prática pessoal de 20 anos. O ator é budista da linha Nitiren Daishonin e nos últimos 10 anos é o responsável por um distrito da religião no Rio. “Faço quatro horas de oração por dia. O budismo é muito presente na minha vida. Me deixa mais sensível. Até na criação de personagens minha prática me ajuda muito. A compreensão da prática budista é entender que o outro faz parte de você, que o universo ao seu redor é um reflexo do que você carrega dentro de si. As pessoas não escutam o que o outro está falando, mal se dão bom dia ou não se olham no rosto”.

Veja também:

Após 3 meses em Malhação, Carmo estreou com a peça 1984 em São Paulo, inspirada no livro de George Orwell. “Era um desejo tão grande de fazer esse espetáculo que eu conciliava com as gravações. Às vezes, em uma semana, fazia dois bate e volta só para ensaiar. É um prazer do ofício. Nada é mais importante”, revela ele. “Nunca fiz um balanço da minha carreira, nunca consegui parar de trabalhar. Sempre fui muito feliz. Esta gostoso fazer a ‘Malhação’ e teatro ao mesmo tempo”, concluiu.

Rafael (Carmo Dalla Vechia) em Malhação – Vidas Brasileiras (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar