Colunas

Papo Sincero: Brasil; um país onde cantor não pode ser ator

Como se sabe, Lucas Lucco foi indicado ao “Melhores do Ano” na categoria Ator Revelação e se sagrou vencedor por preferência do público que votou durante semanas. O sertanejo concorreu com João Baldasserini, o Beto de “Haja Coração”, de Daniel Ortiz, e Lucas Veloso, o Lucas de “Velho Chico”, de Benedito Ruy Barbosa.

O cantor, contudo, se emocionou muitíssimo: “Fiz três testes. Eles viram alguma coisa de bom em mim. O pessoal que via o Uodson em Malhação se identificou com o personagem”, disse. Entretanto, com exceção de fãs e admiradores, muitos internautas criticaram Lucco de uma forma preconceituosa e desnecessária.

João Baldasserini tinha a grande torcida de um público que tem como conceito a ideia de que “cantor não pode ser ator” e vice-versa. Em países como o México, grandes estelas da Televisa cantam e atuam tranquilamente, mas no Brasil tal feito parece incomodar e gerar inúmeros preconceitos, e isso é ridículo e lamentável. Quem canta pode atuar, gerir e fazer o que quiser; dons múltiplos são mais comuns do que se imagina.

Lucos Lucco ganhou como ator revelação (Foto: Reprodução/Gshow)