Celebridades, Noticia

Padre Fábio de Melo abre o coração e fala sobre o suicídio da irmã e síndrome do pânico

Nesta segunda-feira, 23 de abril, Padre Fábio de Melo surpreendeu a todos em uma entrevista que deu ao jornalista Roberto Cabrini para o programa Conexão Repórter, do SBT. Em conversa, ele abriu o coração, falou sobre a síndrome do pânico e relembrou o suicídio cometido por sua irmã, Cida.

A morte acabou marcando sua vida e sua carreira: “Eu achei que tinha sido tudo uma mentira, uma bobagem“, disse o religioso. “No meio de tudo aquilo eu não fui capaz de resgatar a minha irmã. Eu nunca fui capaz de ser para ela o que eu considero ser para muitas pessoas. É como se eu fosse um excelente médico e o paciente está morrendo ao meu lado e eu não o vejo“, revelou.

O Padre de 47 anos, confessou que chegou a pensar não ter mais fé, quando Cida morreu: “Nem foi questionar. Eu cheguei a pensar que não tinha“, disse. Conhecido por alertar seus fãs sobre os perigos da depressão e outras doenças psicológicas, ele falou dos desafios que enfrenta diariamente com a síndrome de pânico.

Veja também:

Fábio de Melo relata que no auge das crises pensava muito na irmã: “Era a lembrança que mais me doía, eu não consegui chegar ao sepultamento“, desabafou o religioso. Em uma entrevista ao Fantástico, da TV Globo, ele contou que chegou a ficar trancado em casa por uma semana e se esconder debaixo da cama durante as crises. “Eu tinha sensação de morte, sensação de que alguma coisa de muito ruim estava acontecendo comigo. Eu tinha medo de tudo. Tinha medo das pessoas”, explicou.

Padre fala sobre síndrome do pânico (Foto: reprodução)

Você também pode gostar