Filmes

“Os Oito Odiados” se tornou mais oportuno após conflitos raciais, diz diretor

O astro e diretor de cinema Quentin Tarantino apresentou no Reino Unido seu novo longa, “Os Oito Odiados”, e declarou que o filme, acabou se tornando “mais oportuno” por ‘atuais’ episódios de tensão racial nos Estados Unidos.

Tarantino falou ainda que vê a bandeira confederada “como a suástica dos EUA”, e concluiu que “já era hora” que seu país a questionasse: “À medida que estávamos filmando e os eventos do último ano e meio passado foram ocorrendo, o filme se tornou mais oportuno do que jamais teríamos imaginado”, afirmou.

Veja também:

“De repente as pessoas começaram a falar da confederação americana de um modo inédito. Eu sempre considerei a bandeira rebelde como uma suástica americana, e de repente as pessoas estavam falando disso, e agora a estão proibindo”, ressaltou. “Já era hora, se você quer saber minha opinião”, terminou o diretor.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Você também pode gostar