Opinião

Opinião: “Haja Coração” tirou atores da zona de conforto

A novela “Haja Coração” chega ao fim na próxima terça-feira, 8 de novembro, tendo a satisfação de dever cumprido. Isso porque a trama de Daniel Ortiz fez um excelente papel em sua faixa e trouxe excelentes resultados para a Globo, tanto em repercussão quanto em audiência. Além disso, o folhetim praticamente revelou talentos ocultos em atores já conhecidos.

Este é o caso de Fernanda Vasconcellos. Acostumada a aparecer na telinha na pele de mocinhas, a atriz rasgou o rótulo e deu vida à psicopata Bruna. Uma típica vilã, que é capaz de tudo por seu amor doentio, e convenceu! Malu Mader também merece citação. Excelente como Rebeca, a atriz exibiu, pela primeira vez, uma (ótima) veia cômica.

Veja também:

Quem também se encaixa nesse contexto é Ellen Rocche, que expôs versatilidade ao encarar a deslumbrada Leonora. Por fim, João Baldasserini foi o que mais me surpreendeu. E, certamente, deve ter surpreendido também, quem o acompanhou em seus três últimos trabalhos, “Felizes Para Sempre?”, “Os Experientes” e “A Regra do Jogo”. Em ambas as tramas, o ator encarou personagens com uma grande carga dramática. Já em “Haja Coração”, fez humor como ninguém na pele de Beto.

João Baldasserini saiu do drama e fez humor em "Haja Coração" (Foto: Divulgação)

João Baldasserini saiu do drama e fez humor em “Haja Coração” (Foto: Divulgação)

Você também pode gostar