Noticia, Novelas, O Tempo Não Para

O Tempo Não Para: Menelau acorda e é surpreendido com fim da escravidão

Em O Tempo Não Para, Menelau (David Junior) despertará do congelamento, o escravo de Dom Sabino (Edson Celulari), ficará totalmente surpreso ao saber que a escravidão foi abolida e que agora é um homem livre. Apesar disso, ele sairá em busca do pai de Marocas (Juliana Paiva) com a ajuda de Helen (Rafaela Mandelli).

Petra (Eva Wilma) usará o cachorro da família Sabino como cobaia da sua pesquisa. Quando estiver com o bisturi na mão, ela será surpreendida por Menelau. O ex-escravo impedirá que ela mexa no animal. A cientista examinará ele e perguntará a causa das tantas cicatrizes pelo corpo. “Foi Dom Sabino quem fez isso?”, perguntará ela.

“Foi, não, sinhá… Foi um Cavalcanti, da Bahia, um diabo ruim que me comprou quando eu era menino. Na casa de dom Sabino nunca vi dar chibatada em preto”, dirá ele. “É um homem danado de bom. Posso ter com ele agora?”, perguntará Menelau. “Antes você vai falar com uma pessoa”, explicará Petra. “Mas quem? Só posso falar com a autorização do meu sinhô”, responderá o rapaz, que verá Helen em seguida.

Veja também:

“O senhor não precisa ter vergonha, nem medo de nada. Venha comigo, por favor”, pedirá Helen. “Tenho que voltar pra fazenda, mode ficar com meu sinhô. Sou escravo de guarda”, contará o ex-criado. “A senhora… É minha dona, agora? Eu pertenço à sua pessoa? A sinhá me comprou de dom Sabino?”, perguntará ele, confuso. “Menelau, você é um homem livre agora”, dirá a médica. “Livre? Sou liberto? Dom Sabino me deu a alforria? Só pode ser coisa da sinhazinha Marocas. Ela é bocuda que só, enfrenta até o pai! É ‘bolicionista’!”, falará ele. “Não existem mais escravos”, dirá Helen. “Então houve a abolição? Soltaram a negraiada toda?”, perguntará ele, chocado. “Sim. O senhor é um homem livre“, falará Helen, que o ajudará a reencontrar Dom Sabino. As cenas serão exibidas esta semana em O Tempo Não Para.

Menelau e Cesária, os escravos congelados em O Tempo Não Para (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar