Audiência da TV, Emissoras, RecordTV

O Rico e Lázaro perdeu quase metade do público desde a estreia

Lançada com a aposta de que iria conseguir manter o mesmo desempenho das antecessoras, O Rico e Lázaro alcançou resultados bastante aquém do esperado pela a cúpula da Record e chega a alcançar frequentemente a terceira colocação. No ar desde março, o folhetim perdeu quase metade do público desde a estreia.

Segundo dados consolidados do Ibope Kantar, a perca de telespectadores da produção assinado por Paula Richard é de três em cada dez telespectadores na Grande São Paulo. No comparativo, a primeira semana do enredo bíblico chegou a 13.2 pontos de média, enquanto na semana passada, entre os dias 16 e 20 de outubro, foram apenas 8.6. Ou seja, uma perca em torno de 34.8%.

Apesar que tenha sido prejudicada após a saída da Record da TV por assinatura – que ocorreu em meados do fim de março – o folhetim conseguiu esboçar alguma reação na audiência após o retorno da emissora, em setembro. Para se ter uma base, entre os meses de abril e agosto, a novela chegou a 10.7 pontos, enquanto entre setembro e outubro, a produção diminuiu para 10.0.

Veja também:

Até a exibição do 160º capítulo, a trama acumula média geral de apenas 10.0 pontos, a menor desde que a Record passou a investir em produções bíblicas. Em comparação a antecessora, A Terra Prometida (14.4), neste período, a caída foi em torno de 31.5%, enquanto com as duas temporadas de Os Dez Mandamentos (15.5), a perca foi de 15.9%. Os dados são consolidados. Cada ponto equivale a 70.5 mil domicílios na Grande São Paulo.

Elenco de O Rico e Lázaro (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar