Opinião

A novela “Liberdade, Liberdade” e a atual condição do Brasil

Os anos passam mais ainda continuamos nas mãos dos homens que se consideram grandes, eloquentes, duros e vis, apesar da emissora carioca, trocar a estreia da novela de Maria Adelaide Amaral, por conter um fundo politico em ano de eleição, a novela das 11, “Liberdade, Liberdade” passou despercebida pelas mãos da direção geral, um sonho de liberdade marcou á vida de Tiradentes e sua filha Joaquina.

Escrita por Mario Teixeira baseado na argumentação de Marcia Prates, livremente inspirada no livro “Joaquina, filha de Tiradentes”, da escritora Maria de Queiroz, a novela vem levantando elogios da critica e do público, a ignorância popular de alguns brasileiros que não puderam ter da vida nada menos do que o trabalho, fazem os poderosos reinar com mão de ferro, será que estão longe dos ditadores? O sucesso da novela que está apenas em seu segundo capitulo, trouxe um novo folego ao povo brasileiro, que também sonha por liberdade.

Foi o acaso quem definiu o enredo de uma novela das 11, justamente numa época de crise no país, a trama se desenvolverá ao longo de um processo de impeachment sobre uma presidente brasileira, podemos entender que o sonho de liberdade ainda continua nos corações do povo, a teledramaturgia imita a arte, mas, a arte pode em muitos casos influenciar aqueles que não percebem aquilo que os eloquentes querem esconder em baixo do tapete.

Veja também:

O Brasil ainda se vê lutando contra a dinastia, a hipocrisia, hostilidade, os homens de má fé, mas, quem tem um sonho de liberdade nas veias não deixará de lutar, com sobriedade, prudência, e isso só tem quem vive intensamente como Joaquina, a filha de Tiradentes, será que somos guerreiros a tal ponto de decidir na democracia que sonhos queremos para o futuro, tudo vai parar no domingo (17), então saberemos de quem será a cabeça cortada.

resumo-da-novela-liberdade-liberdade

Logo da novela “Liberdade, Liberdade”

Você também pode gostar