Noticia, Programas, SBT

Nova temporada do Bake Off estreia neste sábado (11) trazendo “personagens” opostos

Neste sábado, 11 de agosto, Nadja Haddad, Beca Milano e Olivier Anquier estarão à frente da quarta temporada do reality mais doce da TV brasileira, o Bake Off Brasil – Mão na Massa. Para essa nova edição, o SBT resolveu apostar em “personagens” amadores totalmente opostos um do outro, que estivessem espalhados por diversas partes do país e que também possuíssem diferentes estilos de vida, bem como orientações sexuais distintas.

Só para se ter uma ideia, dos 20 participantes que estarão presentes na atração, pelo menos, três deles têm profissões divergentes. Um é draq queen, o outro é uma pin up e o último é uma militar do exército. A explicação para isso, segundo o diretor Lucas Gentil, é que a atração deve “trazer sempre pessoas novas, com histórias diferentes, que provoquem contraste”, da mesma forma que o Big Brother Brasil, da Globo.

“Um bom elenco é aquele que traz diversos tipos de pessoas com diversas relações com a confeitaria. A gente busca sim, dentro das inscrições, pessoas diferentes. Até pra ter esse contraste. Não podem ser todos quietinhos, nem todos falantes”, destacou ele, durante coletiva realizada na última terça (07).

“Nosso grande trunfo são as histórias, como o Big Brother. O programa dura quase 20 anos porque, se você juntar pessoas diferentes num mesmo lugar, as histórias sempre trazem algo novo, cada temporada tem uma temperatura”, sequenciou.

Veja também:

Em seguida, Lucas falou que embora essas distinções entre eles possam resultar em um certo tipo de conflito, a intenção e o objetivo do reality não será o de mostrar isso ao telespectador. “É natural, você junta seres humanos em um lugar e os conflitos em algum momento aparecem”, justifica.

Porém, já no primeiro programa, os competidores precisarão enfrentar uma prova eliminatória com o objetivo de permanecerem no jogo. Dos 20, quatro deixarão a atração. Em contrapartida, os que continuarem terão que “passar por testes de técnica e criatividade a cada semana em busca do título de melhor confeiteiro do Brasil”.

Nessa temporada, algumas provas sofreram alterações de tempo e estão mais pegadas. “Algumas provas têm tempo maior de duração, até cinco horas. A gente consegue explorar um pouco mais as técnicas, cobrar um resultado melhor, e os participantes têm que entregar coisas mais elaboradas. Isso é um ganho e um diferencial. A gente procura trazer receitas que passem por todas as áreas da confeitaria, e também trazer um resultado televisivo, receitas que encham os olhos”, declarou Beca Milano.

A drag queen Mina de Lyon e a militar do exército Paola estarão no Bake Off Brasil (Foto:  Divulgação/SBT)

A drag queen Mina de Lyon e a militar do exército Paola estarão no Bake Off Brasil (Foto: Divulgação/SBT)

Você também pode gostar