Celebridades, Noticia

No velório, amiga de Paulo Henrique Amorim diz que ele não aceitava seu afastamento da Record

Segundo informações do site Notícias da TV, a historiadora Rosa Maria Araújo, amiga do jornalista Paulo Henrique Amorim, afirmou que ele não ficou satisfeito com a sua saída da Record e, consequentemente, da apresentação do Domingo Espetacular. “Paulo estava indignado com o afastamento da Record”, contou ela no velório do jornalista nesta quinta-feira (11).

Rosa Maria ainda disse que estava com ele em seu último jantar. “Ele não se queixou de nenhuma dor nem de qualquer incômodo físico durante o jantar, mas contou tudo sobre a decisão da emissora. Ele não tinha sido demitido, mas não aceitou o afastamento”, revelou ela. “Foi um jantar muito agradável e logo depois de o deixarmos em casa, por volta das 23h15, a Geórgia [Pinheiro, viúva] ligou me pedindo ajuda. Paulo estava desacordado no banheiro. Sofreu o infarto escovando os dentes“, lembrou.

Paulo Henrique Amorim morreu na madrugada desta quarta-feira (10) aos 77 anos de idade, o seu velório aconteceu hoje (11) pela manhã no salão do 9º andar da sede da ABI (Associação Brasileira de Imprensa), no Rio de Janeiro. A cerimônia foi aberta ao público. Já o sepultamento foi fechado para os familiares e amigos, às 17h, no Cemitério e Crematório da Penitência, no bairro do Caju.

A família do ex-apresentador chegou ao local às 9h, assim como os amigos e fãs. A irmã caçula do jornalista, Marília Amorim, viajou de Paris para o Brasil para se despedir e chorou ao ver o caixão. “Foi um susto total”, disse ela, emocionada. Marília ainda contou que o infarto foi causado pelos últimos acontecimentos em sua carreira. “Ele me disse que aguentaria o tranco, mas não aguentou. O meu irmão era muito íntegro, corajoso e se posicionava quando tinha que se posicionar. Não foi a primeira vez que ele sofreu pressão política”.

Veja também:

A irmã também relembrou quando Amorim foi demitido da Band por pressão do presidente Fernando Henrique Cardoso. “Ele não abria mão dos embates, de suas ideias e no que ele acreditava que precisava ser dito, era muito corajoso”, finalizou Marília. Maria Amorim, a única filha do jornalista, viajou dos Estados Unidos até o Rio de Janeiro para se despedir do pai. Assim que chegou à ABI, aos prantos, ela se abraçou com a viúva, Geórgia Pinheiro.

Amorim morreu após sofrer um infarto fulminante. Segundo a Record, ele teve um mal súbito após chegar em sua casa em Ipanema. João Pinheiro, o enteado de Paulo Henrique Amorim, disse que tudo aconteceu muito rápido, e revelou que sua mãe, Geórgia Pinheiro, está tomando calmantes. “Estive com ele na segunda-feira e ele estava bem. Não se queixava de nada”, contou ele. Paulo jantou com a mulher e alguns amigos horas antes. Segundo a sua viúva, não houve tempo para esperar o atendimento médico. Afastado desde junho da emissora, Amorim foi para a Record TV em 2003.

No velório, Maria Amorim, única filha de Paulo Henrique Amorim, chora abraçada à viúva, Geórgia Pinheiro (Foto: Reprodução/Ana Cora Lima/Notícias da TV)

Você também pode gostar