Programas

No “Brasil Urgente”, Datena se irrita com a produção e fala sobre prisão de ex-repórter

Nesta terça-feira, 04 de julho, o apresentador José Luiz Datena, que comanda o policialesco “Brasil Urgente”, da Band, acabou protagonizando mais uma cena de chamar a atenção. O fato se deu quando a repórter Joana Treptow estava informando aos telespectadores sobre a prisão da ex-repórter da RedeTV!, Luana Don. Porém, em um certo momento, o apresentador logo notou que a mesma estava se atrapalhando ao passar a informação, e foi aí que ele se irritou com a produção do programa.

“Não fala no ouvido dela, deixa a moça trabalhar em paz, vocês atrapalham. Eu quando gaguejo é porque tem um monte de gente falando outras coisas no meu ouvido. Vocês atrapalharam ela, eu percebi. Deixa ela dar a notícia e quando ela terminar de falar, vocês falam”, alertou.

Em seguida, Datena ainda falou sobre o caso, e também teceu duras críticas à moça. “Quando a pessoa ocupa um cargo alto eu falo (qual) a televisão, mas ela era repórter e duvido que alguém lá dentro sabia da vida bandida dela. Essa moça chegou a ser repórter de televisão, tinha fãs. É uma moça bonita que podia ter seguido carreira na TV ou como advogada, mas preferiu ir para o mundo do crime. Todo mundo fala que é inocente. Cadeia nela!”, dissertou.

Datena no “Brasil Urgente” desta terça-feira (04) (Foto: Reprodução/Band)

A prisão

A casa literalmente caiu para uma repórter que ficou conhecida após realizar várias matérias para o “SuperPop”. Luana Don foi presa nesta terça-feira, 04 de junho, suspeita de ancorar um esquema criminoso que intermediava ordens de presidiários para serem executadas fora dos presídios.

Veja também:

As informações são do “UOL”, que ainda relembra o fato de que ela esteve contratada pela RedeTV! entre 2012 e 2016. Luana de Almeida Domingos, seu nome de registro, era formada em Jornalismo e Direito, e estava na lista de foragidos da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Sua prisão aconteceu através de uma operação em conjunto da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), do Rio de Janeiro, e o Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas (Decade), de São Paulo. Agora ela deve responder pelos crimes de corrupção ativa e de participação em organização criminosa.

Luana Don era contratada da RedeTV! e estava foragida (Imagem: Reprodução/RedeTV!)

Você também pode gostar