Celebridades, Noticia

Nego do Borel visita casa que acolhe a comunidade LGBTI+ após polêmica

Nego do Borel, após a polêmica de transfobia com Luisa Marilac, pediu desculpas a toda comunidade LGBT e fez uma tentativa de redenção. O funkeiro fez um visita ao Largo do Arouche, no Centro de São Paulo, onde se encontra a maior parte dos dos transexuais e travestis da capital paulista.

O cantor também fez uma visita a Casa Florescer, no Bom Retiro, que acolhe transexuais e travestis em situação de vulnerabilidade. Agripino Guimarães, ativista da comunidade LGBTI+, acompanhou Nego do Borel durante a visita e que o cantor está disposto a reparar os seus erros.

“Percorremos ruas e bares. Ele foi bem recebido pelas trans, que se identificaram com o Nego por ele ter vindo da favela. Ele me disse que se arrependeu muito de causar toda aquela polêmica e lhe presenteei com o manual da comunicação de LGBTI+, que fala sobre a diversidade sexual e de gênero e propõe combater discursos de ódio”, contou Agripino ao site UOL.

Veja também:

Além disso, segundo Agripino, o cantor se emocionou durante a visita ao ouvir as histórias das pessoas acolhidas pela Casa Florescer. “Ele chorou em alguns momentos. Me disse que se arrependeu muito de ter comentado aquilo para a Luisa Marilac e aprendeu que comentários como aquele podem custar uma vida. Ele também prometeu nos ajudar com campanhas”, disse o ativista.

Nego do Borel e ativista LGBT Agripino Guimarães (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar