Noticia, Novelas

Nando Cunha, demitido de ‘Poliana’, detona a trama e diz que não trabalhará mais no SBT

Nando Cunha, de 62 anos de idade, que interpreta Ciro em As Aventuras de Poliana foi demitido do SBT. O ator não teve o seu contrato renovado pela emissora e terminará a trama com uma morte trágica. Porém, ele não  sentirá nenhuma falta. Cunha, fora da novela, detonou o texto de Iris Abravanel, que considera de direita, e critica a história por não ter representatividade racial ou de gênero. “Eles [o SBT] não mostram diversidade, têm medo de falar”, diz.

Segundo o site Notícias da TV, para Nando, os roteiros da mulher de Silvio Santos refletem a mentalidade do presidente Jair Bolsonaro, o seu conservadorismo. Além disso, pecam por serem fracos. “Falta um arco dramático maior, aprofundar os personagens, as tramas… Fazer um gancho de um capítulo para outro”, diz ele. O ator ainda diz que não é o único a ter problemas com a história. “As pessoas que me paravam na rua comentavam: ‘Ah, a novela está chata, a novela enjoou’… Não tem um gancho, uma trama para acompanhar, sabe?”.

Nando Cunha comenta que um dos problemas de Poliana é o foco no núcleo infantil em detrimento das histórias dos adultos. “Novela é novela, mas às vezes fica muito em cima das crianças. Os personagens principais são elas”, critica o ator. No entanto, ele rasga elogios a Duda Pimenta, intérprete de Kessya, filha de Ciro. “Ela faz um trabalho maravilhoso, quando ela faz as cenas, põe todo mundo no bolso. É a única [criança] negra no ar hoje, é a princesa de Uganda.”

Veja também:

“Eu vejo um texto extremamente de direita. Eles querem passar a história de uma família conservadora tradicional brasileira e coisas dessa nova onda, e não mostram a diversidade”, afirma Nando. “Conservadorismo é o pensamento do SBT, do Silvio Santos e do presidente [Jair Bolsonaro], que é amigo dele. A gente vive um retrocesso cultural, econômico e é a partir desse poder que ele [Bolsonaro] está hoje eleito. E o SBT assina embaixo”, continua ele.

O ator afirma que a trama é um desserviço à sociedade e que acabou sendo vítima de racismo e assédio por parte de uma produtora de elenco. “Ela já colocou o dedo na minha cara, dizendo que eu não tinha de questionar nada, que eu tinha de fazer o que ela mandava. Desculpa, mas ninguém manda em mim. Eu tenho de acatar ordens da direção, que na verdade são direcionamentos de cena. Eu sou um ator, um artista, eu não sou um funcionário de um banco para receber ordens e ficar calado”, explica ele. Se sentindo liberto, Nando Costa afirma que nunca voltaria a trabalhar no SBT e recebesse outro convite.

Nando Cunha é demitido do SBT e após As Aventuras de Poliana, nunca mais quer trabalhar na emissora (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar