Celebridades

Morte do ex-empresário de Cristiano Araújo será investigada como vingança

Ontem, muitos foram pegos de surpresa com a triste notícia da morte do produtor artístico D’Stefany Vaquero Lima, muito conhecido por Didi Latino. Com apenas 32 anos, Didi já trabalhou com vários artistas e ganhou destaque por chegar a empresariar o cantor Cristiano Araújo, morto em um acidente de carro em 2015. A morte de Didi Latino comoveu muitos cantores.

Na internet, cantores como: Ivete Sangalo, Israel Novaes, Simone e Simaria, Jorge e Mateus, Humberto e Ronaldo e outros, se manifestaram lamentando a morte do rapaz e pedindo uma investigação profunda em torno do assunto. Baleado, Didi foi encontrado por policiais na rodovia Rio-Santos, próximo a Mangaratiba, já na madrugada de ontem, 24 de maio.

Atingido por quatro tiros, o produtor não sabia informar o que aconteceu e falava coisas sem nexo aos policiais, que lhe socorreram, encaminhando-o a um pronto socorro, onde o mesmo acabou não resistindo. A Polícia já informou que o caso será tratado por duas linhas, onde uma corresponde a um crime de vingança, que é aquela onde a pessoa mata a outra para se vingar. A outra linha corresponde ao crime passional, que é quando o crime acontece por paixão, quando o assassino se sente dono da vítima e quer ter total controle sob suas ações, quando isso não acontece, o mesmo acaba cometendo o crime.

Didi Latino levou 4 tiros (Foto: Reprodução)

Veja também:

Você também pode gostar