Celebridades

Ministério Público quer que ex-BBB Marcos seja condenado pela Lei Maria da Penha

O caso da agressão de Marcos Härter à Emilly Araújo no confinamento do “Big Brother Brasil 17” ganhou uma reviravolta. O Ministério Público do Rio de Janeiro voltou a tocar no assunto, e desta vez quer que o cirurgião plástico seja autuado pela Lei Maria da Penha.

Conhecida por reger casos de violência doméstica, a lei está recebendo argumentação em um novo recurso apresentado pelo órgão, que insiste no prosseguimento do caso. “Vale salientar que tanto o recorrido quanto a vítima, ouvidos em sede policial, referiram-se ao namoro mantido, por aproximadamente dois meses, durante a edição do programa“, diz o documento, segundo o jornal “Extra”.

Veja também:

Em outro momento, o denunciado ofendeu novamente a integridade corporal de Emilly, com um apertão no antebraço direito, que acarretou um novo hematoma roxo. As lesões constam em laudo de corpo delito“, relata uma outra parte do recurso, que se refere ao episódio dos beliscões de Marcos em Emilly na Festa Retrô.

Marcos e Emilly (Foto: Divulgação/Globo)

Você também pode gostar