Celebridades

Minissérie da Record está sendo investigada pela Ancine por suposta fraude

A TV Record não exibiu e nem começou a produção da minissérie sobre os Mamonas Assassinas. No entanto, o público ficou sabendo que a minissérie não recebeu o dinheiro previsto pela Ancine, que no ano passado já tinha aprovado o projeto em caráter preliminar. No entanto, agora, segundo informações do site Notícias da TV, a minissérie estar sendo investigada pela própria Ancine.

Para ser mais preciso, a Ancine percebeu que a produtora dona do formato da série é a OSS Produções, que se apresenta como uma produtora independente. No entanto, a Ancine desconfia que a produtora tenha ligação com a EndemolShine, que é uma produtora multinacional e dona de grandes formatos, como por exemplo o “Big Brother Brasil”.

Veja também:

Isso acontece, porque ao checar o endereço da OSS, viu-se que ele é referente a casa da atriz Juliana Algañaraz, que em 2012 transferiu suas cotas da OSS para seu marido, Nibio Salatino. Acontece, que embora não seja contratado, Nibio presta serviços para a Endemol, além de ter acesso livre na produtora. Diante disso, a Ancine desconfia que ele montou a produtora OSS de fachada, para que pudesse captar recursos do Governo e entregar para a Endemol, que faria todo o trabalho de produção, sem ter que tirar um centavo dos seus cofres, o que é proibido terminantemente por lei, já que a Endemol é uma empresa multinacional. A TV Record também não pode pedir recursos para uma série, já que ela é uma emissora de TV aberta, e não pode ser dona de projetos que envolvam a tese de pedir dinheiro público.

Minissérie nem estreou na Record, mas já é investigada (Foto: Reprodução)

Minissérie nem estreou na Record, mas já é investigada (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar