Audiência da TV, Band, Emissoras, Noticia

Mesmo com grande repercussão de seu fim, Pânico na Band não cresce em audiência

Não fez nem “cócegas” no Painel Nacional de Audiência a repercussão que o Pânico na Band teve com as notícias sobre seu fim. Os dados deste domingo, 29 de outubro, apontaram que o fato não alterou os índices atingidos no primeiro programa exibido após a notícia vir à tona. A Bandeirantes deve rescindir o contrato e acabar com o formato em dezembro deste ano.

De acordo com os números do Ibope para a principal praça medidora do país, a Grande São Paulo, o humorístico registrou 4,7 pontos. Este índice, inclusive, chega a ser até menor do que a média das últimas semanas, que foi de 5,0 pontos. O programa, que em seus tempos de ouro incomodava até mesmo a liderança, perdeu por vários momentos para a RedeTV!.

Pânico na Band despreza notícia sobre seu fim

Para quem assistiu ao programa Pânico na Band na noite deste domingo, 29 de outubro, esperando algum pronunciamento dos integrantes do humorístico ou algum tipo de piada em que se comentaria acerca do fim da atração na emissora do Morumbi, literalmente ficou a “ver navios”. O fato é que ninguém de seu casting falou a respeito do assunto e o dominical foi transmitido normalmente, ao vivo, como se nada estivesse acontecendo com eles.

Veja também:

Na ocasião, foram exibidas matérias referentes à atuação de Fiuk – filho do cantor Fábio Jr. – à frente da novela A Força do Querer, que se encerrou no último dia 20 de outubro, a cobertura do Prêmio Multishow, bem como também a do Teleton, ocorridos na última terça-feira, 24 de outubro, e no último final de semana, 27 e 28 de outubro, respectivamente, além de quadros tradicionais como os Mitadas no Bolsonabo e Largadas e Peladas, entre outros.

Logo do Pânico na Band 2017 (Imagem: Divulgação)

Logo do Pânico na Band 2017 (Imagem: Divulgação)

Você também pode gostar