Celebridades, Noticia

“Me falaram que eu nunca seria alguém na vida” relembra Pabllo Vittar em entrevista

Sendo um dos nomes mais comentados na mídia brasileira, Pabllo Vittar vem fazendo história no meio musical.  A drag além de emplacar vários hits como Indestrutível, K.O e Vai Passar Mal, hoje em dia é um simbolo do movimento contra a homofobia, porém nem sempre foi assim.

Pabllo revelou em recente entrevista ao Jornal Extra, que sofreu muito durante a infância e adolescência por ser diferente dos outros garotos. “Uma vez, na escola, me falaram que eu nunca seria alguém na vida por conta do meu jeito. Voltei para casa chorando muito, aquilo me magoou demais! Mas acreditei em mim e estou aí provando que a gente pode ser quem quiser, né, mana?!”, relembrou.

Sobre a transformação que faz diariamente, Vittar conta: “É de dentro para fora. Meu rosto ganha novos contornos, meu jeito também. Como menino, sou muito tímido. Pronta, fico corajosa. Minha drag tem uma autoestima muito elevada. Quando estou montada, nada me abala”.

Veja também:

Em outro trecho a cantora levanta a bandeira da diversidade e diz gostar de ser o que é: “Ser afeminado é revolucionário! Eu amo ter nascido menino gay! Noooossa… Adoro ser veado, drag queen! Nunca quis ser mulher. Poder me transformar é maravilhoso!”, detalha.

Pabllo Vittar (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar