Novelas

Maurício Gyboski pode colaborar em “O Sétimo Guardião”

Com dois projetos solos de sua autoria engavetados pela a Globo, Maurício Gyboski pode deixar de tentar engatar na carreira como autor solo e pode integrar no time de colaboradores de “O Sétimo Guardião”, futuro folhetim das 21h da Globo.

O roteirista, que estreou na TV após participar da master class de Aguinaldo Silva, que resultou na criação de “Fina Estampa” (2011), voltou a colaborar com o autor em sua última produção, “Império” (2014).

Até o presente momento, apenas dois nomes estão certos na equipe de Aguinaldo em “O Sétimo Guardião”: o chargista e roteirista Zé Dassilva e a portuguesa Joana Jorge. Eles também trabalharam com Aguinaldo em “Império”. Com informações do jornalista Flávio Ricco.

Folhetim de Maurício Gyboski é recusado pela a Platinada

No ar com a exibição de “Novo Mundo”, a Globo já têm definido a ordem das produções que virão ao ar após a produção de Thereza Falcão e Alessandro Marson. Após ter tido o projeto de uma novela em torno do universo recusado, o autor Maurício Gyobski finalmente teria um enredo de autoria sua, no ar. O sonho parece está sendo mais distante do que ele imagina.

Veja também:

A Globo havia aprovado a sinopse da trama que recebeu o título provisório de “Pátria Gigante”, e que iria retratar a história de um amor de uma haitiana com um militar brasileiro, e que teria locações em Florianópolis.

Após um período de análise, a emissora carioca não aprovou o projeto do autor global, que seria exibida no ano de 2020. De acordo com informações do jornal O Globo, a cúpula justificou que a logística de gravações seria complicada. Porém, Gyboski já está com outro novo projeto, e que espera finalmente ser aprovado e colocado em fase de pré-produção.

O autor Maurício Gyboski. (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar