Celebridades

Maria Fernanda Cândido e Vanessa da Mata se estranham ao vivo no Encontro

Participando do Encontro com Fátima Bernardes desta quinta-feira, 19 de outubro, para comentar sobre as emoções finais de A Força do Querer, Maria Fernanda Cândido acabou se estranhando com Vanessa da Mata ao ouvir uma afirmação. A cantora classificou a personagem que a atriz interpretava como “fútil”, e ela discordou.

“Era uma mulher fútil, né?“, disse Vanessa sobre o papel de Maria Fernanda. “Todo mundo dizia isso, mas eu dizia que não é fútil, ela é extremamente conservadora e tradicionalista. Apegada a um sistema de valores que provavelmente ela deve ter sido educada assim. Se ela fosse fútil, ela seria uma vítima da moda, uma mulher que sairia comprando qualquer coisa, mas não era isso. Ela era uma mulher de conservar o patrimônio, que defendia muito o seu núcleo familiar, então é tudo um conjunto de valores que a gente vai vendo nessa personagem esse tipo, uma personalidade, um jeito de pensar“, rebateu a global.

Outros climões ao vivo no Encontro

Na época em que Fátima Bernardes estava afastada do Encontro no início deste mês, uma senhora resolveu se posicionar sobre a exposição do Museu de Arte Moderna de São Paulo em que uma criança tocou num artista desnudo. Foi neste momento que se iniciou o climão entre a plateia e os convidados no palco.

Eu não sou contra a arte, mas sou contra a exposição da criança ali daquela forma. Eu sou contra a mãe que levou a criança, porque um adulto, tudo bem, mas será que essa criança foi preparada?“, disparou a idosa que se identificou como Regina. Incomodada com a opinião, Andreia Horta pegou o microfone e ironizou: “Prefiro não comentar“.

Veja também:

Porém, Bruno Ferrari resolveu peitar Regina e retrucou: “A criança foi exposta ao quê?“. “Ao nu mesmo e tocando ali. Pra quem assistiu não foi legal, pra quem estava em casa, como eu. Entendeu?“, respondeu a mulher com a voz trêmula, aparentando tensão com a discussão iniciada.

Até então calada, foi diante da resposta da senhora que Horta resolveu abrir o verbo e rebater: “Direito à opinião é liberdade. Todo mundo tem que ter direito a tudo. O que não posso é obrigar você a pensar como eu e nem o contrário. Não estamos conseguindo ter discussões abertas sobre as coisas. […] A exposição é absolutamente delicada. A performance dele é extremamente delicada, não tinha nada de violento […] Há uma distorção muito grave do que houve ali, tomando proporções inacreditáveis. É terrível que um corpo [desnudo] seja um choque, inclusive para o brasileiro“.

Vanessa da Mata e Maria Fernanda Cândido se estranharam (Imagem: Reprodução/Globo)

Vanessa da Mata e Maria Fernanda Cândido se estranharam (Imagem: Reprodução/Globo)

Você também pode gostar