Emissoras

Marcão abre disputa judicial contra Record e pede indenização milionária

Os representantes legais de Marcos Paulo Ribeiro de Morais, o Marcão do Povo que comandava o “Balanço Geral DF”, notificaram extrajudicialmente a Record TV devido a quebra de contrato depois da polêmica com a cantora Ludmilla. As informações são da coluna do jornalista Ricardo Feltrin.

Na notificação, os advogados de Marcão decretam sua reintegração à emissora o quanto antes para o cumprimento do acordo que estava em vigor e o garantia por três anos (e se encerraria no segundo semestre de 2019). Caso contrário, está sendo solicitada uma multa que está avaliada em cerca de 10 milhões de reais.

A justificativa dada é que a Record agiu de má-fé ao entender que o apresentador estava sendo racista com a funkeira, já que a expressão utilizada por ele é comum e não tinha o teor pejorativo apontado. Outra acusação foi que a emissora não deveria ter o demitido, podendo ter feito apenas uma simples notificação ou suspensão para punir algo que se entendesse que teria sido algo errado feito pelo contratado. Procurada, a sucursal da emissora dos bispos no Distrito Federal ainda não quis se pronunciar sobre o caso.

Marcão comandava o “Balanço Geral DF”, na Record TV Brasília. (Imagem: Divulgação)

Veja também:

 

 

Você também pode gostar