Celebridades

Mara Maravilha e Mamma Bruschetta se beijam como forma de protesto a “cura gay”

A decisão polêmica do juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho, que agora os psicólogos podem tratar gays e lésbicas como doentes e fazer terapias de “reversão sexual”, revoltou a maioria da população brasileira, incluindo celebridades. A criação de várias campanhas contra a “cura gay” nas redes sociais têm chamado a atenção da mídia até mesmo do exterior.

Após Bruna Marquezine e Flora Diegues, Mara Maravilha foi mais uma famosa que se manifestou sobre o assunto e em seu Instagram, publicou uma fotografia na qual aparece dando um selinho em sua colega de trabalho, a também apresentadora do “Fofocalizando”, Mamma Bruschetta. “Eu sou a Mara Maravilha e o remédio pra cura gay é o amor, né, Mamma? Amo vocês, meus amores”, escreveu ela.

O que causou mais repercussão em relação ao post foi de que, a contratada do canal de Silvio Santos recentemente foi detonada após ter feito um comentário pra lá de homofóbico durante o programa de fofocas do SBT. Ela fez análise sobre a personagem Ivana (Carol Duarte) em “A Força do Querer” e fez um comentário religioso como forma de argumento.

Veja também:

Arrependida, Maravilha chegou a chorar em rede nacional e pediu desculpas. “Se eu ofendi, me perdoem. Minha intenção é ser sincera com meus pensamentos. Não sou homofóbica”, garantiu a apresentadora, que chegou a ter passado mal nos bastidores.

Mara e Mamma deram um selinho (Foto: Reprodução/Instagram)

Acompanhe todas as novidades dos famosos e da TV, em nosso canal no YouTube!

Você também pode gostar