Noticia

Maitê Proença quer indenização de R$ 500 mil da Globo

Maitê Proença abriu um processo contra a Globo e está pedindo R$ 500 mil de indenização por direitos trabalhistas que ela reivindica pelos 37 anos em que trabalhou na emissora. A primeira audiência foi realizada na manhã desta terça-feira (31), na 54ª Vara do Trabalho, no Rio de Janeiro.

A atriz não teve seu contrato renovado no segundo semestre de 2016 e acabou entrando na lista negra da emissora ao declarar, em entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, que soube de sua demissão por meio da imprensa. No processo que move contra a emissora, Maitê convocou a própria filha, a advogada Maria Proença Marinho, para representá-la. Além dela, contratou também o advogado Tulio Claudio Ideses.

Maitê segue os passos de Carolina Ferraz, que também abriu um processo contra a emissora, reivindicando seus direitos trabalhistas. A indenização que ela pede, no entanto, é bem mais gorda: R$ 7 milhões. Diretores da Globo avaliam que não devem dar trabalho a quem processa ou fala mal da casa.

Veja também:

Maitê estreou como atriz em 1979, na TV Tupi, e fez seu primeiro trabalho na Globo no ano seguinte. No entanto, foi na novela Dona Beija (1986), da TV Manchete, que ela ganhou notoriedade. Retornou à emissora da família Marinho em 1989 e por lá permaneceu até o ano passado.

Maitê Proença (Foto: Reprodução/Internet)

Você também pode gostar